Os murais que o famoso Obey Giant fez por Lisboa

Ficam os dois na zona da Graça e um contou com a colaboração de Vhils.

“Olhe, desculpe, sabe onde é que fica o outro?”. Estávamos na Rua Natália Correia, em Lisboa, a fazer as fotografias que acompanham este texto. É lá que, na lateral de um prédio de habitação, Shepard Fairey pintou uma mulher fardada com uma boina revolucionária na cabeça e uma metralhadora (com uma flor no cano) na mão direita.

Esse mural é um dos dois que o artista norte-americano, que ficou conhecido por cartazes como “Obey” e “Obama Hope, decidiu deixar na capital portuguesa, onde, a convite da Underdogs Gallery, montou uma exposição até Setembro. O outro trabalho foi feito em parceria com o português Vhils, mais abaixo, na Rua Senhora da Glória, também na zona da Graça.

Novamente na lateral de um prédio, Shepard Fairey e Vhils desenharam o rosto de uma mulher. A cara feminina divide-se em dois: uma parte pintada pelo artista norte-americano; a outra esculpida por Alexandre Farto aka Vhils. As duas obras parecem estar a motivar a atenção de turistas mas também de residentes.

A exposição de Shepard Fairey em Lisboa – “Print Matters” – pode ser visitada até 31 de Julho e depois de 1 a 23 de Setembro (durante todo o mês de Agosto está fechada). Onde? No Armazém 56 da Rua Fernando Palha, ali para os lados do Braço de Prata.