Os murais que o famoso Obey Giant fez por Lisboa

Ficam os dois na zona da Graça e um contou com a colaboração de Vhils.

“Olhe, desculpe, sabe onde é que fica o outro?”. Estávamos na Rua Natália Correia, em Lisboa, a fazer as fotografias que acompanham este texto. É lá que, na lateral de um prédio de habitação, Shepard Fairey pintou uma mulher fardada com uma boina revolucionária na cabeça e uma metralhadora (com uma flor no cano) na mão direita.

Esse mural é um dos dois que o artista norte-americano, que ficou conhecido por cartazes como “Obey” e “Obama Hope, decidiu deixar na capital portuguesa, onde, a convite da Underdogs Gallery, montou uma exposição até Setembro. O outro trabalho foi feito em parceria com o português Vhils, mais abaixo, na Rua Senhora da Glória, também na zona da Graça.

Novamente na lateral de um prédio, Shepard Fairey e Vhils desenharam o rosto de uma mulher. A cara feminina divide-se em dois: uma parte pintada pelo artista norte-americano; a outra esculpida por Alexandre Farto aka Vhils. As duas obras parecem estar a motivar a atenção de turistas mas também de residentes.

A exposição de Shepard Fairey em Lisboa – “Print Matters” – pode ser visitada até 31 de Julho e depois de 1 a 23 de Setembro (durante todo o mês de Agosto está fechada). Onde? No Armazém 56 da Rua Fernando Palha, ali para os lados do Braço de Prata.

Previous Eurovisão 2018 vai ser em Lisboa, está confirmado
Next Arcade Fire criaram as suas próprias fake news

Suggested Posts