O comando da TVI vai ser do MEO/Altice

A francesa Altice, que detém a marca MEO, vai comprar a TVI e restante Media Capital.

MEO Altice compra TVI

A Altice, grupo francês que em Portugal detém o MEO, vai avançar com a compra da estação de televisão TVI e de todo o grupo Media Capital. O negócio entre a gigante de telecomunicações e o grupo de media foi comunicado esta sexta-feira aos reguladores dos mercados espanhol e português. É o primeiro do género em Portugal.

A francesa Altice não vai ficar apenas com a TVI, mas com todo o grupo Media Capital, que inclui além do grupo de televisão as estações de rádio Rádio Comercial, M80, Cidade, SmoothFM e Vodafone FM, a produtora audiovisual Plural e a rede digital IOL. As negociações entre a Altice e a TVI tinham sido confirmadas em comunicado, em Junho.

A Altice vai entrar na Media Capital através da compra da participação da espanhola Prisa neste grupo, por 440 milhões de euros. Será o MEO a via de trânsito, uma vez que é a filial portuguesa da Altice. Em comunicado, o grupo francês compromete-se a manter e fazer crescer a operação da Media Capital em Portugal, investindo na sua expansão digital, desenvolvendo novos canais televisivos, melhorando o alcance de canais existentes, como a TVI24, e investindo em conteúdos portugueses.

A Altice pretende ainda usar a Plural como o núcleo de produção de conteúdos global e exportar a programação portuguesa da TVI para outros territórios em que a Altice actue, como França.

Em Junho, mês em que a compra da TVI pela Altice foi muito comentada nos jornais económicos, analistas especularam sobre um possível avanço da NOS em direcção à Impresa, grupo que, além do Expresso, detém a SIC. As acções da Impresa acordaram esta manhã a subir quase 15%.

Altice entra em força no mercado português

Declarações do Primeiro-Ministro António Costa e greve dos trabalhadores à parte, a francesa Altice entrou pela porta da frente e parece já saber os cantos à casa. Além de comprar a Media Capital/TVI, o grupo liderado por Patrick Drahi promete entrar na actividade financeira digital.

A estratégia passa por oferecer serviços bancários, como pagamentos a partir dos telemóveis, nos mercados europeus onde está presente com serviços de telecomunicações. É o caso de Portugal. Segundo a Reuters, a intenção da Altice é começar a disponibilizar esta oferta entre final de 2018 e meados de 2019, debaixo da marca Alticebank.

Previous Amnistia Internacional denuncia “irresponsabilidade” na ofensiva a Mossul
Next The School of Life vem a Lisboa

Suggested Posts