OnePlus 5: um pequeno upgrade ao “flagship killer”

"Não é sobre ser o primeiro. Não é sobre ser diferente", explica o director de comunicação da América do Norte da OnePlus.

apresentação one plus 5

O OnePlus 5 foi apresentado, esta terça-feira, pela marca chinesa para concorrer com os principais topos-de-gama de 2017. Uma boa relação qualidade/preço é o aparente foco da marca. Para isso, o OnePlus 5 conta com uma construção mais fina do que o antecessor e com a tecnologia mais recente de câmaras e processadores, mas sem grandes novidades.

Não estamos a tentar fazer algo inovador. Acreditamos na missão de fornecer a melhor oferta, no geral. Não é sobre ser o primeiro. Não é sobre ser diferente“, explicou o director de comunicação da América do Norte, Eric Zarshenas, ao TechCrunch. O site destaca a grande interação entre a empresa e os utilizadores como um dos factores de sucesso da marca.

OnePlus 5 Slate Gray

No ano passado, o co-fundador da empresa perguntou no Twitter se os utilizadores ainda queriam uma entrada para auscultadores. Com uma resposta afirmativa, a característica mantém-se no modelo deste ano.

Para fazer o melhor flagship que consegue, a equipa da OnePlus juntou o último processador Qualcomm Snapdragon 835 SoC, um ecrã Full HD AMOLED e as combinações 6GB/64GB ou 8GB/128GB, para memória RAM e memória de armazenamento, respectivamente.

OnePlus 5 Midnight Black

Apesar de mais fino, as parecenças com os modelos anteriores (3 e 3T) são notáveis na parte da frente do equipamento. Já na parte de trás, há duas câmaras pela primeira vez num dispositivo da OnePlus. Os dois sensores são fabricados pela Sony e têm aberturas de f/1.7 (a câmara de 16 megapíxeis) e f/2.6 (a câmara de 20 megapíxeis). A câmara frontal tem também 16 megapíxeis.

Sobre a principal novidade das câmaras, a marca enfatiza: Dual Camera. Clearer Photos. Há uma aposta na nitidez da imagem, focagem automática 40% mais rápida, mais rápida velocidade de obturador e maior abertura.

Apesar de ser mais fino, o OnePlus 5 tem uma autonomia 20% maior. A duração da bateria é ajudada pelo Oxygen OS que corre no Android 7.1.1. As versões 6GB/64GB e 8GB/128GB vão estar disponíveis a partir de 27 de Junho. Os preços começam nos 499 euros.

O TechCrunch ressalva ainda que a equipa da OnePlus não se mostra arrependida com o lançamento do OnePlus 3T, no ano passado. O telemóvel saiu apenas seis meses depois do suposto principal lançamento do OnePlus 3, em Junho de 2016. Com o objectivo de oferecer o melhor telemóvel no mercado, não se nega a hipótese de repetir a estratégia neste ano.

Entretanto, várias publicações e canais do YouTube já lançaram as primeiras reviews do equipamento. Deixamos-te com a do MKBHD:

Nota de redação: o artigo foi atualizado às 23:46, do dia 21 de junho, com algumas correções relativas ao preço do equipamento.

Previous Como era e como é: o wallpaper mais famoso de sempre 20 anos depois
Next Morreu o rapper Prodigy, membro dos Mobb Deep