Uma plataforma gratuita de documentários independentes

A 99 Media reune diversos documentários independentes, traduzidos em seis línguas.
99media documentários independentes

As histórias que os media tradicionais não contam – “porque não se encaixam no vórtice da actualidade ou porque não giram em torno de questões de influência” – têm espaço no 99, uma plataforma que promete dar visibilidade aos “invisíveis”.

Criado entre a Europa e o Canadá, por uma equipa jovem de realizadores, jornalistas e tradutores – incluindo o português Nuno Prudêncio  – o 99 disponibiliza documentários em seis línguas, incluindo a nossa.

“Queremos refletir imagens do mundo à parte, contar histórias autênticas dos que habitualmente não fazem ouvir a sua voz”, explicam no site. “Vamos divulgar documentários singulares, desconcertantes, inesperados, que incentivem ao debate. É a vocação humana que procuramos, na diversidade e complexidade que moldam o mundo de hoje.”

Dizem os autores do projecto que, apesar do “sucesso crescente dos festivais dedicados aos documentários no mundo inteiro”, o espaço mediático consagrado à narrativa documental e à grande reportagem é estreito. Defendem ainda uma plataforma onde realizadores possam disponibilizar os seus trabalhos, evitando que os mesmos fiquem fechados na gaveta ou limitados aos festivais.

Mais que uma plataforma de produção própria, 99 funciona numa lógica de agregação. Todos os seus conteúdos são gratuitos e traduzidos por profissionais nas várias línguas. É um site que se afirma como independente na voz e da publicidade.

A biblioteca ainda está em crescimento e todos podem fazer parte dela – a 99 aceita propostas de documentários independentes que preencham os critérios editoriais do site e encarrega-se da tradução dos mesmos caso pretenda adicioná-los à sua montra.

Um projecto que merece a nossa visita: 99.media/pt. E constar nos favoritos por uns tempos.

Partilha nas redes sociais:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
  • Jornalista, adepto de cidades humanas e curioso por ideias que melhorem o país. Co-fundei o Shifter em 2013, sou desde 2020 coordenador do projecto editorial Lisboa Para Pessoas.

Contribui para o Shifter para mais artigos como este:

2 €/mês

5 €/mês

10 €/mês

15 €/mês

Donativo

Artigos Relacionados

Junta-te à Comunidade
Jornalismo é aquilo que fazemos todos juntos. Entra na Comunidade Shifter e faz parte da conversa.
Sabe mais
Em teste

Bem-vind@ ao novo site do Shifter! Esta é uma versão beta em que ainda estamos a fazer alguns ajustes.Partilha a tua opinião enviando email para comunidade@shifter.pt