Wake n Bake ou como experimentar sem fumar

"Assim que eu acordo é wake n bake", já dizia o Regula.

wake n bake

A marijuana chegou e parece estar para ficar. Com a recente onda de liberalização bem sucedida, o movimento pró-legalização ganha cada vez mais adeptos assumidos e a cultura da marijuana já está espalhada por praticamente todo o lado. Todos conhecemos alguém que consome e os relatos são optimistas. Seja usada para relaxar, focar, dar asas à imaginação ou num dia por acaso para rir despudoradamente. As experiências relatadas podem ser tentadoras mas têm à partida o se não de envolverem fumar. Pois bem, se és dos fortes que não cedem ou largaram o vício mas quiseres experimentar (com moderação) a graça da Maryjane, temos duas sugestões que vais apreciar. 

Chá de excessos/remanescentes de cannabis:

Infundir o teu chá favorito com algumas das hastes e outros remanescentes de cannabis que tenhas conservado é uma óptima maneira de relaxar. É claro que o chá não terá um grande efeito ao ponto de te deixar high mas oferece uma sensação de relaxamento ou até mesmo de ténue euforia, dependendo da quantidade. Combina com o teu chá favorito ou infusão de ervas para te satisfazer por completo. Deixamos-te uma dica, adiciona uma infusão de laranja e gengibre e mistura de hortelã-pimenta, principalmente em dias quentes, em que a hortelã dá o toque de frescura necessário, mas deixamos ao teu critério.

Ingredientes:

  • 1 caneca
  • 1 panela pequena
  • 1 ou 2 saquetas de chá
  • Restos de cannabis
  • 2 chávenas de água
  • 1 colher de sopa de manteiga ou óleo de coco
  • 1 escorredor fino, filtro de café ou gaze

Como Fazer:

Primeiro, precisas de descarboxilar os excedentes de cannabis de modo a ativar os canabinóides.

Para ativar os excedentes de cannabis, tritura-os em pedaços pequenos, mas evita esmagá-los em demasia para não criar pó, pois irá deixar um sabor amargo. Poderás então colocar os pedaços dentro de uma saqueta de chá, ou até mesmo soltos, numa panela pequena. Cobre com água e uma colher de sopa de manteiga ou óleo de coco (aconselhamos óleo de coco pois para além de mais saudável, acrescenta um sabor mais suave à infusão). De seguida, leva o preparado ao lume e deixe ferver por 10 a 15 minutos.

Posteriormente, caso tenhas os pedaços soltos dentro da panela, despeja a água através de um escorredor fino, um filtro de café ou uma gaze e esprema para que o líquido verta na totalidade. Se optaste pela saqueta de chá, basta retirá-la da panela, comprimi-la também.

Finalmente, usa a água infundida para preparares o teu chá favorito. Para tal basta inserir a infusão no sabor que mais te agrade no momento e voilá!

Descarboxilação é uma palavra complexa para um processo simples em que, com a acção do calor, ocorre uma reação química na qual um grupo carboxílico é eliminado do composto na forma de dióxido de carbono, (podes eliminar se pretenderes) transformando os compostos chamados ácidos canabinóides não psico-ativos (THCA) numa forma que é absorvível pelo corpo (ácidos canabinóides psicoativos – THC). Portanto, para libertar todo o potencial dos efeitos psicoativos da cannabis, é primeiro necessário passar por um processo de descarboxilação.

Cookies de cannabis

Muitas pessoas põem de lado os comestíveis. Tanto porque experimentaram uma vez e não correspondeu às expectativas como pelo facto da maioria das receitas pedirem gramas que, para muita gente, custam demasiado dinheiro para ser gasto de uma só vez. Acima de tudo, há o receio do desperdício, e é esse o principal inimigo da experimentação.

Por isso, aqui está uma receita à prova de desajeitados, que é extremamente fácil e leva uma pequena quantidade de cannabis.

Se para ti é uma novidade, aconselhamos que sigas a receita, e não alteres nenhuma das etapas.

À partida, poderás “viajar” entre 4 a 6 horas.

Ingredientes:

  • Forno
  • Bolachas, biscoitos ou crackers
  • ½ a 4 gramas de cannabis
  • Folha de Alumínio
  • Nutella, manteiga de amendoim (ou outro creme que contenha gordura)
  • 1 palito (opcional)
  • 1 faca (de barrar)

Como Fazer:

Começa por retirar a quantidade de cannabis indicada (entre 0,5 a 4 gramas). Coloca-a numa de folha de alumínio suficientemente grande para que fique completamente selada. Embrulha-a bem, sem deixar espaços abertos. É importante usar apenas uma folha, sem sobreposição.

Pré-aquece o forno entre 110ºC a 120ºC (dependendo do forno). Em seguida, coloca o teu “embrulho” de cannabis no forno durante 10- 15 minutos.

Após os 15 minutos, retira-o e reaquece o forno, agora entre 145ºC a 150ºC. Pega em duas bolachas ou biscoitos a teu gosto e, com uma faca, espalha a nutella densamente em ambos.

Em seguida, abre o teu pequeno “embrulho” que acabaste de retirar do forno, desembrulha-o e polvilha a cannabis sobre a nutella. Pega no palito (ou na faca já utilizada) e mistura bem até ficar uma pasta uniforme.

Posteriormente, une as duas bolachas ou biscoitos de modo a que pareça uma sandwich, com o creme no meio, para depois a envolveres numa folha de alumínio, seguindo os mesmos passos utilizados para o “embrulho”. Coloca o preparado no forno pré-aquecido a 150ºC.

Deixa cozinhar por 20 minutos. Após esse tempo, as cookies estão prontas! Contudo, estarão extremamente quentes, pelo que convém ter cuidado. As bolachas podem ser comidas quando quiseres. Vão permanecer boas se forem mantidas num recipiente bem selado, como uma lata ou frasco.

Como dito anteriormente, a viagem tem uma duração de 4 a 6 horas. Porém demora entre 45 minutos a 1h 30 a descolar. Assim não comas mais por não sentires logo o início da jornada.

Nota que, tanto os graus como o tempo de cozedura podem variar dependendo do forno e consequentemente da sua potência, pelo que foi estipulado um intervalo médio para uma receita bem sucedida.

Previous 6 filmes para te levarem ao cinema esta semana
Next O Snapchat já tem o que o Facebook só anunciou