Vai nascer uma loja de bots dentro do Messenger

As novidades para a aplicação de mensagens do Facebook, anunciadas na F8.

Outrora uma simples app para trocar mensagens, o Messenger tem vindo a transformar-se numa robusta rede social, onde, em vez de partilharmos com uma audiência alargada como no Facebook, podemos conversar um-para-um ou com pequenos grupos de amigos. Mas mais que um meio para interacções sociais, o Messenger não pode esquecer o seu propósito comercial e aposta agora mais concretamente em posicionar-se como uma ferramenta para marcas.

No F8, a grande conferência para programadores do Facebook, foram anunciadas algumas novidades para as marcas tirarem ainda mais partido do Messenger. De acordo com David Marcus, director do Messenger, existem mais de 65 milhões de negócios na plataforma.

Para o Facebook, o crescimento do Messenger parece passar por uma simbiose entre pessoas e negócios, em que os segundos têm um propósito utilitário ou de entretenimento e, por isso, são “bem aceites” pelos primeiros na aplicação. “Pensamos o Messenger como sendo a nova sala de estar social do mundo, onde as pessoas podem estar umas com as outras, partilhar, conversar, jogar ou comprar coisas”, refere David Marcus em comunicado. “Estamos a combinar duas ferramentas do passado – a lista telefónica (o modo como costumávamos encontrar pessoas) e as Páginas Amarelas (a forma de encontrar negócios).”

Um novo separador na app para descobrir bots

Os bots já andam pelo Messenger há alguns meses mas agora vai ser mais fácil achá-los. A app vai ganhar um novo separador, intitulado Discovery, no qual os utilizadores encontrarão os bots que usaram recentemente e descobrir novas experiências, navegando por categorias, fazendo uma pesquisa específica ou explorando o que é tendência.

Antes de usarmos um bot, podemos saber mais sobre o seu propósito e função, numa experiência que se assemelha àquela a que já estamos habituados numa loja de aplicações.

Bots que são extensões

Se até aqui as nossas interacções com bots eram apenas de-um-para-um, isto é, conversávamos com ele num chat privado, agora vamos poder introduzir bots no meio das nossas conversas com os amigos. Chamam-se extensões e, para já, estão disponíveis apenas alguns parceiros, como o Spotify, o OpenTable ou o Wall Street Journal.

Por exemplo, se estás num chat com várias pessoas e te apetecer partilhar uma música – abres a extensão do Spotify e, sem sair do Messenger, podes pesquisar a faixa e enviá-la. A lógica é a mesma para as outras extensões, seja a do OpenTable para fazer reservas directamente na aplicação ou a do Wall Street Journal para, de forma simples, aceder aos artigos do jornal.

Melhores QR Codes

Tu e qualquer utilizador do Messenger, bot ou humano, têm um Messenger Code – uma espécie de “QR Code” que é pessoal e que facilita a troca de contactos. Se quiseres adicionar alguém ou algum negócio no Messenger, podes, em vez do seu nome ou username, pedir-lhe o seu Messenger Code – lês o código com a aplicação e está feito. Os Messenger Codes podem ser captados com a câmara do Messenger a partir de um suporte impresso ou do ecrã de outro telemóvel.

Cada pessoa só tem um Messenger Code mas o mesmo vai deixar de acontecer com as marcas. No F8, foi anunciada a possibilidade de um bot ter associado diferentes Messenger Codes. Assim, por exemplo, num evento uma marca pode espalhar diferentes códigos em diferentes pontos do recinto, oferecendo aos utilizadores uma experiência adaptada a cada local, sem perder o rasto de onde os códigos foram digitalizados.

Na F8, David Marcus revelou mais novidades para o Messenger, que podes conhecer em detalhes aqui, incluindo um novo separador de jogos na app, no qual podes descobrires novos títulos.

Previous Criolo anuncia novo álbum dedicado ao samba
Next O Facebook lançou um novo tipo de rede social

Suggested Posts