LisbonWeek 2017: uma semana cultural para conhecer o Lumiar e Telheiras

Vem conhecer a freguesia mais antiga de Lisboa.

LisbonWeek

De 25 de Março a 2 de Abril, terás a oportunidade de conhecer a freguesia do Lumiar e o bairro de Telheiras através de uma programação cultural diversificada, que, além de cinema e arte urbana, inclui visitas guiadas a alguns dos monumentos e obras daquela zona de Lisboa. Trata-se da 4ª edição do LisbonWeek, que, em 2015, debruçou a sua atenção sobre Alvalade.

“Cada bairro, uma cidade.” O LisbonWeek procura, a cada edição, centrar-se num bairro ou freguesia da cidade de Lisboa, descentralizando as atenções das zonas mais visíveis da cidade e criando um novo olhar sobre os seus bairros únicos. A proposta da 4ª edição do evento passa por viver e redescobrir o Lumiar, a mais antiga freguesia da cidade, com 750 anos de história, e também a freguesia com o maior número de habitantes.

O LisbonWeek 2017 contará com um conjunto de visitas guiadas, a cargo do Professor Sarmento de Matos, que irá contar as histórias e segredos das grandes quintas de veraneio de Lisboa. Entre os espaços a visitar estarão o Palácio Angeja-Palmela, assim denominado por ter sido sucessivamente propriedade destas duas famílias, sendo nas ultimas quatro décadas, desde 1977, a casa do Museu Nacional do Traje. Também o Parque Botânico Monteiro-Mor, com 11 hectares planeados desde a segunda metade do século XVIII e com mais de 250 espécies botânicas, será um ponto de interesse da nova edição do evento.

No Museu Nacional do Traje, que celebra 40 anos, estará patente uma exposição sobre os últimos 40 anos da moda contemporânea nacional. No Museu Nacional do Teatro e da Dança, localizado na outra fronteira do Parque Botânico Monteiro-Mor, o foco será o traje de cena contemporâneo. Por falar em exposições, os fotógrafos Carlos Ramos, Luis Mileu e Rui Aguiar vão apresentar Lumi, uma mostra de cerca de 30 imagens que reflectem a diversidade e multiculturalidade da freguesia.

A arte urbana, outro dos destaques desta edição, colocará o Lumiar na rota de arte pública da cidade com intervenções que ficarão de forma permanente nas ruas do bairro com a autoria de artistas de renome. O tema do urbanismo será debatido numa conferência presidida pelo Arquitecto Manuel Salgado, que abordará com especial foco o projecto da Musgueira e Alta de Lisboa, bem como o plano de urbanização de Telheiras dos anos 1970. No cinema, será apresentado um ciclo de projeções em parceria com o ICA – Instituto do Cinema e do Audiovisual, actualmente sediado nos antigos estúdios da Tobis Portuguesa, local de rodagem de alguns dos mais notáveis e emblemáticos filmes do século XX português como A Canção de Lisboa.

No Templo Radha Krishna, poderás descobrir a cultura indiana com um workshop de yoga, disciplina e filosofia de vida que teve origem na India sendo actualmente muito bem aceite em todo o mundo, e outro de dança Kathak, uma dança clássica indiana. Haverá ainda um momento de chá e conversa e um jantar vegetariano para fechar uma “tarde indiana” bem passada.

E como a música nunca pode faltar, a partir de 30 de Março, haverão serões musicais no Salão Nobre do antigo Palacete da Quinta das Conchas. Dos sons contemporâneos dos Bela Quarteto, ao jazz de Patricia Vasconcelos, passando pelo hip hop do jovem Estraca, o LisbonWeek apresenta três concertos que prometem animar as noites do Lumiar.

O LisbonWeek é uma produção da Actu – Associação Cultural e Turística Urbana, com o envolvimento da Câmara Municipal de Lisboa e, nesta edição, da Junta de Freguesia do Lumiar. Podes saber mais, incluindo como reservar e comprar bilhetes, aqui.

Previous Não vais acreditar no que esta livraria fez
Next "Da Hype": um alerta para a nossa geração, protagonizado por Chullage