Em Copenhaga há mais bicicletas do que carros a circular na cidade


A Dinamarca bateu recordes no que diz respeito à sustentabilidade: pela primeira vez, o número de bicicletas superou o número de automóveis a circular na cidade de Copenhaga. Tudo isto se deve em grande parte à política ambiental que se pratica no país, que tem apostado cada vez mais na construção de espaços verdes e na promoção de uma vida sustentável. E ao que parece estas medidas estão a ter resultados.

De acordo com a Chefe da Federação Dinamarquesa de ciclismo, em declarações ao The Guardian, o número de pessoas que passou a usar a bicicleta como principal meio de transporte aumentou em 68% nos últimos 20 anos. Em 2015, havia cerca de 15% de bicicletas a circular na cidade, enquanto que o tráfego de veículos automóveis desceu 1%. Apesar de estes números parecerem pouco significativos, eles indicam que, no ano passado, o número de carros na cidade era de 25 2600 face às 26 5700 bicicletas.

Aqui é possível ir de bicicleta para todo lado, uma vez que existe uma rede de ciclovias que interliga toda a cidade. Além disso, as medidas do governo funcionam cada vez mais no sentido de quase obrigar os habitantes a diminuir a utilização do carro. Todos os anos, a Dinamarca remove 3% de lugares de estacionamento para carros e há uma série de impostos que em nada incentivam o uso deste veículo.

O país pretende que o centro da cidade fique livre de carros até ao final de 2025, o que não é tarefa fácil. Dado que o número de habitantes é cada vez maior, será necessário assegurar meios que suportem o crescimento populacional nesse sentido, o que implica construir mais e mais infra estruturas habilitadas ao uso de bicicletas. Contudo, a população apresentam-se confiante.  Pretende-se elaborar um mapa online que, se tudo correr bem, será essencial para quem vive na cidade. Foi nesse sentido que, em Outubro, os habitantes da capital, foram convidados a partilhar as suas opiniões e ideias relativamente a este assunto, identificando os locais onde há maior circulação de bicicletas e as zonas da cidade que precisam de ser melhoradas caso o número de habitantes aumente. O plano de requalificação da cidade será posto em prática a partir de 2017 e será baseado nestas respostas.

Na Dinamarca pedala-se para ir para o trabalho, para casa, para ir comprar pão e até mesmo para sair à noite. Esperamos que após ter lido este artigo, tenhas vontade de por todos os teus amigos a pedalar…

Texto de: Ana Teresa Rei
Editado por: Mário Rui André

Foto de: Xavier Robin/Flickr

Previous J. Cole anuncia álbum e lança documentário intitulado ‘Eyez’
Next ‘Hip Hop Evolution’: nova série retrata os primeiros 20 anos da cultura hip hop

Suggested Posts