Inventaram uma app que te prevê o futuro – com videntes a sério


Hoje em dia vêem-se apps para tudo e mais alguma coisa, e grande parte delas pretende oferecer ao utilizador os serviços de que o mesmo só poderia até agora usufruir caso saísse do conforto da sua casa. A mais recente aplicação a ter-nos passado pelos olhos que se encaixa neste perfil é a Basirly – reúne uma série de videntes que analisam a tua situação actual a nível amoroso ou espiritual, e não só…

É mesmo daquelas aplicações que encontras e a primeira coisa que dizes é “o que é isto?!”. Disponível para iOS e Android, a Basirly tem feito bastante sucesso em outros países depois de ter sido traduzida de árabe para inglês. A aplicação esteve este mês representada no Web Summit, em Lisboa, depois de ter sido seleccionada para o programa Alpha.

Existem vários serviços que podes aproveitar nesta app: análise da situação amorosa, espiritual, serviço de astrologia, leitura da face, leitura da palma da mão ou até mesmo previsão do futuro com base naquele copo de café que acabaste de utilizar. Para muitos destes serviços, terás de tirar uma fotografia e enviar, mas para outros basta dar alguns dados pessoais como o nome e a idade, e deixar que um profissional do outro lado analise o caso em tempo real.

basirly_02

Tudo isto tem um preço. Na verdade, a Basirly está gratuita na App Store e Google Play, mas só com a compra de créditos in-app é possível contratar um – o preço começa nos 15 dólares. Ao Shifter, os responsáveis pela ideia contaram que existem mais de 60 videntes em todo o mundo a trabalhar para a Basirly, alguns dos quais nomes bem conhecidos.

“Sentimos que há muitas pessoas interessadas neste tipo de consultas mas que ficam demasiado envergonhadas ou sentem que é demasiado estranho aparecer pessoalmente, e aqui basta gravar a voz, fazer uma pergunta e receber a resposta”, acrescentaram. A Basirly dispensa qualquer tipo de interacção cara-a-cara porque “o utilizador já está a dar a informação necessária para receber a leitura”.

A Basirly conta com 200 mil utilizadores e um ritmo de crescimento mensal de rendimentos na ordem dos 30%. Só nos primeiros quatro meses do serviço no Médio Oriente, foi registada uma média de 100 dólares ganhos por cada utilizador. Resta saber se as respostas que são dadas vão ao encontro daquilo que realmente vai acontecer. É astrologia digital.

Previous Casey Neistat decide deixar de fazer vlogs diários
Next Força Suprema apresentam álbum ‘E a União Fez a Força’ ao vivo em Lisboa

Suggested Posts