O novo MacBook Pro é como todos os outros


Sem surpresas, a Apple revelou nesta quinta-feira a nova geração de MacBook Pro, confirmando os rumores que nas últimas semanas e dias circularam na internet. São três os novos modelos, dois deles com um ecrã de 13 polegadas, o outro com um de 15. Há um pequeno ecrã táctil chamado Touch Bar em vez das teclas de funções, portas USB-C e um trackpad maior.

A Apple encontrou cedo a fórmula do que um computador portátil deve ser: fino e leve, com um design elegante e um bom desempenho. E é por isso que, em linhas gerais, o MacBook Pro pouco mudou ao longo dos últimos anos. Na nova geração, encontramos a mesma construção em alumínio e o mesmo desenho com as bordas do ecrã pretas – ah, e o logo da maçã na parte traseira!

macbookprotouchbar_02

Actualizar um computador significa, regra geral, torná-lo mais fino, adicionar-lhe um processador mais rápido e melhorar o desempenho gráfico. E foi isso que a Apple fez com os novos MacBook Pro. A espessura varia entre os 14,9 mm e os 15,5 mm, consoante estejamos a falar dos modelos de 13 polegadas ou da opção de 15 polegadas. A tecnológica fala ainda em gráficos 130% mais rápidos, memória flash 100% mais rápida e até 3,8 Ghz de potência de processamento.

macbookprotouchbar_03

O ecrã mantém a mesma resolução Retina – os 2560×1600 pixels – mas, segundo a Apple, é mais brilhante, consegue mostrar mais cores e oferece um melhor contraste. As colunas, nos modelos de 13 polegadas, passaram para as laterais do teclado e oferecem, diz a empresa, um som melhor e mais alto.

São três os novos modelos de MacBook Pro, como já dissemos. A opção mais básica custará 1 749 euros e, além de um processador mais fraco, não terá Touch Bar, nem Touch ID. Estas duas características poderão ser encontradas apenas no modelo de 13 polegadas com Touch Bar e na versão de 15 polegadas, que custarão a partir de 2 099 e 2799 euros, respectivamente.

macbookprotouchbar_04

O Touch Bar é um novo visor, fino e táctil, que substitui as teclas de função do teclado e que mostrará teclas virtuais consoante a aplicação em uso – editar imagens no Photos, navegar na timeline de um projecto no Final Cut Pro, inserir um emoji no Mail, aceder aos favoritos no Safari ou atender chamadas no FaceTime. Podes personalizar a Touch Bar em qualquer app com as ferramentas que te dão mais jeito. O Touch ID está integrado na Touch Bar e permite-te usar a tua impressão digital para fazer login ou para autorizar pagamentos via Apple Pay.

macbookprotouchbar_05

Quanto a conectividade, vais encontrar apenas a entrada para auscultadores e 2/4 portas USB-C nos novos MacBook Pro. Se quiseres ligar um iPhone 7 a um dos novos MacBook Pro, não vais conseguir sem um adaptador de USB “normal” para USB-C, dado que o cabo Lightning incluído na caixa do telemóvel não suporta a nova geração de USB.

macbookprotouchbar_06

Além dos novos MacBook Pro, a Apple anunciou um Final Cut Pro actualizado e uma nova aplicação para iPhone, iPad e Apple TV chamada TV, uma espécie de Guia TV para a televisão do século XXI.

De uma forma geral e sucinta, os novos MacBook Pro são uma boa actualização à linha “profissional” de portáteis da Apple, mas não passam disso mesmo: de uma actualização. Mais fino, mais potente e com um melhor ecrã, a nova geração introduz o conceito de Touch Bar e representa a chegada do Touch ID ao Mac, mas estas duas novidades não são nada por aí além. O novo MacBook Pro é como todos os outros: apenas um novo MacBook Pro.

Previous A Microsoft mostrou-nos os PCs do futuro
Next Para a Volvo, o abecedário da morte termina na letra G

Suggested Posts