Uma app que recomenda trajectos planos e cicláveis em Lisboa


Mais de 60% das ruas lisboetas são facilmente cicláveis, isto é, apresentam uma inclinação abaixo dos 4%. A matemática foi feita pela Lisboa Horizontal, o resultado da junção de três amigos que decidiram criar uma app que recomendasse trajectos planos e cicláveis em Lisboa.

Pode dizer-se que a aventura começou a sério em 2015, no Vodafone BIG Smart Cities, concurso de ideias do qual saíram vencedores com 10 mil euros na mão e direito a incubação no espaço Vodafone Power Labs, em Lisboa. Kobe Vanhaeren, arquitecto paisagista, Pedro Fernandes, no marketing, e Diogo Simões, programador, arregassaram as mangas e ao longo dos últimos meses criaram a Lisboa Horizontal. A aplicação vai ser apresentada oficialmente no próximo dia 22 de Setembro.

Desenvolvida para iPhone, a Lisboa Horizontal procura sugerir ciclovias, ruas e outros caminhos horizontais, criando rotas de esforço mínimo. A aplicação permite definir um ponto de partida, um ponto de chegada e vários pontos intermédios, traçando um percurso de baixa inclinação entre eles. O utilizador pode utilizar a vista de navegação enquanto anda de bicicleta para saber onde tem de virar, bem como qual a sua velocidade e distância percorrida.

A Lisboa Horizontal usa os dados topográficos da cidade para determinar as melhores rotas. Através da aplicação, o utilizador pode ainda relembrar os trajectos que realizou na última semana ou no último mês e consultar algumas estatísticas, como o tempo e a distância totais a andar de bicicleta, o seu contributo em termos de redução de CO2, o dinheiro poupado por contraposição ao uso do carro e ainda alguns dados de controle de saúde, como é o caso das calorias gastas.

Os criadores da Lisboa Horizontal esperam que a sua aplicação ajude a promover a utilização da bicicleta na cidade de Lisboa, seja numa óptica utilitária (para ir para a escola ou trabalho) ou por puro lazer (turismo e não só). O projecto, dizem, pode contribuir para uma cidade mais feliz e sustentável.

Está previsto o desenvolvimento da aplicação para Android, bem como a expansão da cobertura da aplicação para outras cidades, como Porto e Coimbra, antes de qualquer internacionalização. A equipa da Lisboa Horizontal prevê ainda a interacção com pontos de interesse da cidade, a navegação por voz e a integração com dispositivos wearables, como o Apple Watch.

A Lisboa Horizontal será apresentada no próximo dia 22 de Setembro, o Dia Europeu Sem Carros, num evento promovido pela Vodafone. Além das apresentações mais formais, vai decorrer uma pequena volta de bicicleta, entre a Avenida de Roma e o Parque das Nações, com um pelotão liderado pelo CEO da operadora, Mário Vaz, e com o contributo de colaboradores da empresa, da equipa da Lisboa Horizontal e de quem se queira juntar. O convite é aberto.

A Lisboa Horizontal afirma-se como a primeira aplicação móvel de navegação GPS a fornecer rotas cicláveis “horizontais”, tendo em conta a inclinação dos percursos através de uma base de informação topográfica de elevada precisão. Com esta app, vai ser possível circular pela cidade de Lisboa, sempre por vias planas, num total de 691 km, correspondentes a 63% das vias da cidade.