O PLUNC está a chegar com uma programação gratuita sobre artes digitais e novos media


Os artistas Christa Sommerer e Laurent Mignonneau, pioneiros no campo da arte interactiva, são os homenageados na segunda edição do PLUNC – Festival de Artes Digitais e Novos Media, que decorre entre os dias 29 de Setembro e 2 de Outubro em Lisboa e Almada.

Christa e Laurent trazem ao festival quatro obras que reflectem sobre o valor da arte na actualidade, os conceitos do olhar e da atenção e ainda um foco em sistemas generativos e seres biológicos e artificiais. Os portugueses Filipa Tomaz e Filipe Pais, o inglês James Auger e o norte-americano Ben Grosser são os outros convidados do festival, numa edição de forte cariz especulativo e que recebe ainda nove projectos de artistas selecionados na open call internacional. Além das instalações, o PLUNC conta ainda com performances, workshops e palestras sobre arte e tecnologia. A entrada é livre, com excepção dos workshops.

A segunda edição do PLUNC contará com a presença de 15 artistas, 11 obras interactivas em exposição, 4 workshops, 3 performances e várias palestras, que estarão espalhadas nas zonas ribeirinhas das cidades de Lisboa e Almada, mantendo-se assim o conceito que define a identidade do festival. A aproximação e ligação entre as margens do rio Tejo e o foco na interactividade como uma das áreas das artes digitais e novos media. Os pólos de exposição são, do lado de Lisboa, na Fundação Portuguesa das Comunicações – Museu das Comunicações, e do lado de Almada, na Casa da Cerca – Centro de Arte Contemporânea, além de várias actividades espalhadas por outros espaços de ambos os lados do rio, como as performances no Ginjal Terrasse e palestras e workshops na Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa (FBAUL) e na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa (FCT/UNL).

Da lista completa que podes consultar no site oficial do festival, seleccionámos três propostas que servem para ilustrar uma amostra do que vais poder encontrar nas duas margem do Tejo de Quinta a Domingo.

Christa Sommerer e Laurent Mignonneau

Christa Sommerer e Laurent Mignonneau são artistas de renome internacional, investigadores e pioneiros da arte interactiva. Depois de trabalhar, pesquisar e ensinar nos EUA e no Japão durante 10 anos, criaram o departamento Interface Cultures na Universidade de Arte e Design em Linz, Áustria, onde ambos são professores.

Phototropy - Christa Sommerer e Laurent Mignonneau
Phototropy – Christa Sommerer e Laurent Mignonneau
The Value Of Art - Christa Sommerer e Laurent Mignonneau
The Value Of Art – Christa Sommerer e Laurent Mignonneau

Emilio Vavarella e Fito Segrera

A prática artística de Emilio Vavarella centra-se na filosofia política e no poder da tecnologia contemporânea. Emilio encontra-se actualmente a frequentar um doutoramento na Universidade de Harvard, depois de ter estudado na Universidade de Bolonha, na Iuav Universidade de Veneza, na Bezalel Academy em Tel Aviv e na Universidade Bilgi em Istambul.

Já Fito Segrera é um artista, tecnologista e director de pesquisa/criação na Chronus Art Center, Xangai.

Em conjunto assinaram projectos como “TRANSICONMORPHOSIS”, com uma obra de arte interactiva desenvolvida por Emilio Vavarella e Fito Segrera, que propõe um sistema de comunicação ambíguo e experimental para o futuro próximo, o resultado de uma reflexão teórica sobre o desenvolvimento de novos meios tecnológicos de comunicação, os seus efeitos sobre os seres humanos e os seus efeitos políticos.

TRANSICONMORPHOSIS - Emilio Vavarella e Fito Segrera
TRANSICONMORPHOSIS – Emilio Vavarella e Fito Segrera

Tiago Rorke e Maurício Martins

Da sua experiência como designer, artista e investigador, Tiago Rorke encontra-se habitualmente imerso em prototipagem e computação física, ferramentas e detalhes. O seu trabalho vai desde ferramentas para fazer e ensinar, até aparelhos e experiências que questionam as nossas relaÁıes do dia-a-dia com a tecnologia.

Sea Battle - Tiago Rorke e Maurício Martins
Sea Battle – Tiago Rorke e Maurício Martins

Em cada lado do Tejo, um computador ligado a um plotter executa uma instância local da aplicação Sea Battle. Tal como no jogo tradicional, para cada turno a aplicação analisa o estado do jogo, escolhe um novo alvo e através da internet envia este pedido para a outra máquina. Depois de receber uma resposta envia esses comandos de desenho para o plotter, juntamente com o movimento do seu oponente, e o jogo continua. A simulação é gerada processualmente, por forma a que cada jogo seja único. Um trabalho feito com a colaboração de Maurício Martins.

Passatempo Shifter + PLUNC

Os workshops abordarão temáticas como o hacking, design, desenho e arqueologia dos media, as inscrições já estão abertas e as sessões de Ben Grosser e de Antonio Quiroga Waldthaler já se encontram lotadas esgotados.  Para te inscreveres, basta enviares um email para info@plunc.pt, indicando o nome do workshop e enviando uma pequena apresentação. O número de vagas é limitado e a selecção é feita por ordem de inscrição.

No Shifter, temos duas inscrições para oferecer para o workshop de James Auger, intitulado “Rethinking Smart”, no qual o designer britânico pretende levar os formandos a questionar o papel que os designers podem desempenhar ao nível dos problemas sociais complexos que enfrentamos, para além dos produtos inteligentes básicos. Se ainda não conheces o seu trabalho, consulta o site dos Auger-Loizeau, onde podes encontrar projectos de diferentes âmbitos que com certeza te vão pôr a pensar.

É em conjunto com Jimmy Loizeau tem desenvolvido o seu corpo de trabalho artístico, paralelo à carreira académica, tendo em conjunto assinado inúmeros projectos altamente disruptivos.

lampshade-robot

happylife

Pode consultar os detalhes dos workshops e a programação completa do festival no site oficial. Para ganhares as inscrições que temos para ti, só tens de deixar like na nossa página de facebook e na do Festival PLUNC e de nos enviar um e-mail para passatempos@shifter.pt com o teu nome, CC, telemóvel e mais nada. Os mais rápidos terão direito a uma inscrição.

(Passatempo Encerrado – Actualização 29/09 – 13:23h)

Previous As frases da Folia (dia 4)
Next O 4 de Outubro de 2016 pode ficar na história da Google

Suggested Posts