Google pode estar prestes a matar o Google Now


O Google Now – o serviço da Google que te diz se vai chover, quanto tempo demoras até casa ou onde que restaurantes existem à tua volta – pode estar prestes a desaparecer. Uma pequena alteração na versão beta da aplicação Google Search para Android sugere que a Google prepara-se para matar o Google Now e integrar as suas actuais funcionalidades no novo Google Assistant.

O lançamento de novos telemóveis pela Google poderá vir acompanhada de um realinhamento dos seus serviços. A Google parece empenhada em direccionar os seus esforços para o Google Assistant, o novo assistente pessoal no qual a empresa tem estado a trabalhar e que, através de inteligência artificial, deverá compreender o que dizes e ajudar-te a realizar tarefas. O Google Assistant não é uma app ou um serviço isolado. Pelo contrário: pode ter várias existências, tantas quanto aquelas que a Google quiser. O serviço de mensagens Allo e o dispositivo Google Home são apenas dois sítios onde já podemos encontrar o Google Assistant. E o motor de busca deverá ser o próximo.

Com o Google Assistant a caminho do Search, o Google Now perde impacto. O habitual ecrã com os cartões informativos que a Google acha pertinente para o momento passa a ter o nome de “Feed”, e o “Now On Tap” passa a ser denominado “Screen Search”, como conta o site Android Police.

fimgooglenow_02

Com esta reformulação, o Google Assistant pode tornar-se a casa da inteligência artificial da Google – um assistente que surge em vários serviços da empresa para ajudar o utilizador no seu dia-a-dia, seja a organizar e-mails no Inbox, a gerir conversas no Allo, a “dar uma mãozinha” lá em casa (Home) ou a melhorar a nossa relação com o telemóvel (Now On Tap/Screen Search).

Para dia 4 de Outubro, a Google marcou um evento no qual deverá lançar novo hardware e é provável que tenhamos mais detalhes quanto ao futuro do Google Now e do Google Assistant nessa data.

O Google Now foi lançado em 2012 e tem, assim, quatro anos. Foi uma das primeiras grandes experiências da Google com inteligência artificial e uma tentativa também de ligar os vários produtos e serviços oferecidos pela empresa. O Google Now está integrado em praticamente todos os telemóveis Android com Jelly Bean ou superior e funciona também no iOS, com menos funcionalidades.