Diz adeus ao feed cronológico do Instagram. O algoritmo chegou

O Instagram nunca mais vai ser o mesmo.

Em Março, o Instagram começou a testar um feed organizado por um algoritmo, prometendo-te mostrar o conteúdo mais interessante primeiro em vez do mais recente. Agora esse novo feed vai chegar a todos os utilizadores. Por isso, diz adeus ao feed cronológico.

No blogue explica-se que, com a crescente popularidade do Instagram, tem ficado mais difícil acompanhar todas as fotos e vídeos partilhados. Um utilizador perde em média 70% do seu feed, diz o Instagram. A solução? Um feed algorítmico.

Através de aprendizagem automática, o Instagram vai criar um feed personalizado para cada utilizador, baseado naquilo de que essa pessoa provavelmente vai gostar. Assim, se interagires muito com uma determinada conta de Instagram (seja fazendo like às suas fotos ou comentando-as, os seus posts vão aparecer mais vezes no teu feed. Exactamente como no Facebook.

O Instagram testou o feed algorítmico junto de alguns utilizadores e ficou satisfeitos com os resultados: “verificámos que as pessoas fazem mais likes, comentam mais e, regra geral, interagem mais com a comunidade de uma forma activa”, lê-se no blogue.

Apesar de o feed algorítmico poder ser uma boa notícia uma boa fatia dos instagramers, a verdade é que ele não foi bem recebido por uma parte da comunidade. Muitos têm pedido aos seguidores para ligarem as push notifications para as suas contas, ou usado hashtags de protesto como #TurnMeOn e #LetsStayTogether. E quase 50 mil pessoas partilharam este tweet, no final de Março:

O Instagram prefere destacar as vantagens do feed algorítmico. “Com esta nova ordenação, não vais perder o vídeo da tua banda favorita a seguir ao concerto, mesmo que este tenha acontecido noutra parte do mundo num fuso horário diferente. E independentemente do número de contas que sigas, vais ver os últimos posts dos teus melhores amigos no topo”, explica no blogue.

Partilha nas redes sociais:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
  • Jornalista, adepto de cidades humanas e curioso por ideias que melhorem o país. Co-fundei o Shifter em 2013, sou desde 2020 coordenador do projecto editorial Lisboa Para Pessoas.

Contribui para o Shifter para mais artigos como este:

2 €/mês

5 €/mês

10 €/mês

15 €/mês

Donativo

Artigos Relacionados

Junta-te à Comunidade
Jornalismo é aquilo que fazemos todos juntos. Entra na Comunidade Shifter e faz parte da conversa.
Sabe mais
Em teste

Bem-vind@ ao novo site do Shifter! Esta é uma versão beta em que ainda estamos a fazer alguns ajustes.Partilha a tua opinião enviando email para comunidade@shifter.pt