Investigadores portugueses nomeados para o Prémio Europeu do Inventor


Os professores Elvira Fortunato e Rodrigo Martins, da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, foram nomeados para o Prémio Europeu do Inventor (EIA) 2016 pela invenção dos transístores de papel.

Foi em 2008 que Elvira Fortunato teve a ideia de experimentar usar o papel como material isolante do transístor, sendo que até à data o material de eleição era o silício. Foi com base nesta ideia que o grupo da investigadora produziu, pela primeira vez na história da eletrónica, os primeiros transístores de papel. Esta invenção abriu portas para uma vasta gama de novas aplicações como, por exemplo, embalagens inteligentes com circuitos integrados que indicam a aproximação do prazo de validade, bilhetes de avião que são atualizados automaticamente, células fotovoltaicas em papel, biossensores de baixo custo para testes de diagnóstico, e muito mais.

Com mais de 40 patentes, o grupo de Elvira Fortunato e Rodrigo Martins do Centro de Investigação de Materiais (CENIMAT) é líder na investigação de eletrónica de papel e, depois de uma evolução constante nos últimos oito anos, já é possível, por exemplo, imprimir circuitos eletrónicos em rolos de papel, utilizando impressoras de jato de tinta adaptadas para este efeito pelo grupo de trabalho.

epo16portugal_02

A invenção de transístores de papel não é apenas importante para o desenvolvimento de novas aplicações. Uma das principais vantagens da utilização deste material é o seu impacto ambiental. Por ser uma matéria-prima barata e reciclável, o uso de papel em dispositivos eletrónicos reduz significativamente o custo de produção e a energia gasta em todo o processo, já que permite usar processos de produção à temperatura ambiente.

Elvira Fortunato e Rodrigo Martins fazem assim parte dos três nomeados pelo Instituto Europeu de Patentes (EPO) na categoria de Investigação, sendo o único grupo português em todas as categorias.

Os vencedores do Prémio Europeu do Inventor 2016 serão divulgados a 9 de Junho, em Lisboa. As votações estão a decorrer no site do evento.

Texto de: Sofia Ferreira
Editado por: Mário Rui André

Previous Junta de Freguesia lisboeta lança site para receber propostas a qualquer hora
Next Como uma revista online portuguesa montou uma exposição com 20 artistas contemporâneos

Suggested Posts