Crowdfunding do Museu Nacional de Arte Antiga ganha novo fôlego


Passaram cinco meses desde o seu arranque e, a pouco mais de um mês do final, a campanha “Vamos Pôr o Sequeira no Lugar Certo” ganha nova esperança de sucesso. Apesar de um grande esforço, até esta semana o Museu Nacional de Arte Antiga somente tinha conseguido angariar cerca de um terço do valor necessário para adquirir a obra A Adoração dos Magos, pintada por Domingos António de Sequeira em 1837.

Agora, o contributo de 200 mil euros feito pela Fundação Aga Khan vem relançar a campanha. Para compreendermos a importância deste contributo, importa frisar que a sua dimensão corresponde a um terço do total. Isto é, iguala o valor até agora reunido e faz com que o total recolhido alcance a barreira dos 400 mil euros. Não deixando de ser considerável, o valor ainda em falta (200 mil euros) é agora significativamente inferior ao já recolhido. Porém, permanece a dúvida, conseguirá o MNAA recolher, no período de um mês, o valor para o qual precisou dos cinco meses iniciais da campanha?

sequeira_pintura (1)

Embora teoricamente esse cenário pareça quase impossível, há mais numa campanha de crowdfunding para além dos números. O alcançar de uma meta significativa e, sobretudo, a expressão deste último donativo podem influenciar positivamente os contributos que ocorrerão daqui em diante, assim como fortalecer a posição do MNAA. A maior probabilidade de sucesso incentivará aqueles que já contribuíram a aumentar o seu donativo e ajudará os mais céticos a tomar a iniciativa de fazer o mesmo pela primeira vez. Talvez o exemplo da Fundação Aga Khan suceda também como motivador, aspecto da campanha que ficou longe de ser concretizado pela forma como a mesma foi montada.

Os dois terços do total que foram atingidos são igualmente o argumento mais forte de que o MNAA dispõe para garantir o sucesso da campanha. O elevado valor de 600 mil euros necessários para a aquisição da obra foi o principal motivo que afastou o Estado português da sua compra. Faltando apenas 200 mil euros, ou o valor que resultar do que os próximos donativos lhe subtraiam, pode alterar-se a disponibilidade do Estado português. Neste contexto, o elemento inicialmente dissuasor está grandemente reduzido. Por outro lado, a oportunidade de enriquecer o espólio público mantém-se tão válida quanto no momento em que motivou esta iniciativa.

campanha

Por muito positivo que seja este momento, o desfecho da campanha “Vamos Pôr o Sequeira no Lugar Certo” continua em aberto. Não deixa de ser interessante a forma como o rumo de um crowdfunding pode mudar da noite para o dia. Por nós, repetimos o desejo de que esta chance de aumentar o espólio do principal museu português se venha a concretizar, agora com hipóteses bem mais reais de tal acontecer.

A Fundação Aga Khan reúne um conjunto de instituições internacionais cuja principal missão visa o desenvolvimento das condições de vida. Actua em diversos campos (saúde, habitação, educação, entre outros) e presta especial atenção às regiões mais pobres do planeta.

Este domingo, o LuxFrágil dá uma festa dedicada a Sequeira, a partir das 18h. A entrada custa seis euros que contribuirão para o projecto, mas todos os presentes são convidados a contribuir com mais, através de múltiplos de seis euros.

Previous O futuro da tecnologia é mais incrível do que aquilo que pensamos
Next Ainda não percebeste o conflito Apple/FBI? John Oliver explica o que está em jogo