A inteligência artificial ganhou à inteligência humana – e isso é um acontecimento histórico

Um novo desafio máquina-homem.

O programa de inteligência artificial da Google obteve, este fim-de-semana, a terceira vitória consecutiva contra o sul-coreano Lee Se-dol, campeão mundial do jogo de mesa “go”, e tornou-se vencedor do novo desafio máquina-homem no denominado xadrez oriental.

No terceiro jogo disputado num hotel em Seul, o AlphaGo, programa de inteligência artificial desenhado pela empresa DeepMind, que tem base em Londres e que pertence à Google, derrotou o sul-coreano de 32 anos, considerado o número um mundial depois de ter ganho 18 eventos internacionais.

 

O programa da Google, que já se tinha imposto na terça e na quinta anteriores nos primeiro e segundo jogos contra Lee, ganhou assim o desafio máquina-humano e o prémio de um milhão de dólares, que a Google anunciou que vai doar à UNICEF. O AlphaGo acabou por perder com o campeão Lee Se-dol ao quarto jogo.

O novo desafio da máquina contra o homem ocorreu duas décadas depois dos famosos jogos do supercomputador Deep Blue contra o génio do xadrez russo Gary Kasparov, em 1996 e 1997, e despertou uma grande atenção mediática na Coreia do Sul, onde o “go” é um jogo muito popular e é conhecido como “baduk”.

O poderoso programa da Google inclui importantes avanços em inteligência artificial e destaca-se pela capacidade de aprender e melhorar as próprias estratégias e movimentos à medida que decorre o jogo, diferentemente da antiga Deep Blue.

O jogo do “go”, que surgiu na China há mais de 2500 anos sob a influência dos princípios espirituais taoistas, enfrenta num tabuleiro dois concorrentes que devem colocar alternativamente pedras pretas e brancas nas intersecções livres de um quadrado de 19 por 19 linhas.

As pedras isoladas são eliminadas do jogo e o objectivo principal é dominar a maior superfície do tabuleiro, pelo que os jogadores devem eleger entre colocar as pedras juntas e protegê-las entre si para evitar que sejam capturadas ou separá-las para ganhar terreno no quadrado.

Texto via Lusa