O futuro está HERE e vai ter os carros a comunicar uns com os outros


Não há dúvidas de que as notícias sobre carros automáticos e as empresas que estão a apostar nessa área são cada vez mais. Até a própria CES foi invadida com essa febre. Ouvimos constantemente novas propostas de empresas como a Google e a Tesla, mas a Audi uniu-se à BMW e a Daimler para o desenvolvimento de um “novo” software que poderá mesmo ser o futuro guia dos carros automóveis. Lembras-te do HERE? Está a ficar mais crescido e num futuro próximo podemos ter carros a comunicar uns com os outros.

O HERE era o sistema de mapas da Nokia que, em Agosto do ano passado, foi vendido à BMW, Audi e Daimler por um valor a rondar os 2,5 mil milhões de euros, e desde então que as fabricantes alemãs de automóveis se têm dedicado a melhorá-la para um futuro em que o mundo não irá precisar de condutores.

Depois de todos estes meses, o HERE está melhor, mais desenvolvido e oferece grandes expectativas para o futuro, podendo agora ligar-se ao Advanced Driver Assistance Systems, ou seja, o software utilizado num carro automático. O HERE vai passar a estar ligado à nuvem e receber, bem como enviar, informações em tempo real para os seus servidores.

Quer isto dizer que, se um carro estiver a passar numa zona e detetar uma das vias obstruídas, vai enviar essa informação para nuvem, que será depois “passada” para todos os outros automóveis que se encontram nessa área. Isto levará a que o automóvel tome as precauções necessárias para oferecer uma viagem mais segura e, acima de tudo, confiável para os passageiros.

Mas isto é apenas um de muitos exemplos do que é possível fazer. A nuvem contém informações sobre a meteorologia, trânsito, construções… enfim, tudo o que poderá afetar uma viagem. Para além disso, o software vai também recolher os dados relativos às velocidades a que os humanos conduzem em determinadas vias e construir ele o seu percurso com base nessas velocidades, dando a opção ao passageiros de uma viagem “Sport” (mais rápida) ou “Relax” (mais lenta/estável).

“À medida que nos aproximamos de níveis mais elevados de veículos automáticos, os condutores precisam e sentir que os seus carros estão a tomar as decisões corretas por eles próprios”, disse Floris van de Klashorst, vice-presidente do HERE, “quando chega a altura de confiares no teu carro, ter uma noção das condições da estrada em tempo-real é absolutamente crítico”.

Apesar de estar virado para os carros automáticos, este tipo de informações baseadas na nuvem dão também bastante jeito aos condutores de carros “normais”, reunindo um Waze, Google Maps e AccuWeather num programa só. Tudo por uma condução mais segura.

futurohere_02

Previous Grimes estreia-se em Portugal neste NOS Alive
Next Não sabes o que dizer no Tinder? Manda um GIF