ProPublica lança o primeiro grande site jornalístico na dark web

Para acederes à versão dark web do ProPublica, tens de usar o browser Tor

A rede Tor — um sistema que anonimiza o tráfego web — é conhecida por servir a dark web. É associada a utilizações ilegais ou pelo menos duvidosas, mas na realidade não tem de ser assim.

Esta semana a ProPublica, projecto de jornalismo de investigação financiado pela audiência, lançou uma versão do seu site como um “serviço escondido” pela rede Tor, através do browser com o mesmo nome.

O objectivo da ProPublica é oferecer o máximo de proteção à privacidade dos seus leitores, de forma que possam ler os artigos mantendo o mais rigoroso anonimato. A cifra SSL apenas garante que o conteúdo que passa do site para o computador leitor é protegido, deixando passar os rastos de tráfego. Já a rede Tor permite proteger a própria informação de leitura: ninguém, nem mesmo o ISP do leitor, terá conhecimento das visitas deste à ProPublica.

Texto de: Paulo Querido/Hoje

Aprofundar

ProPublica Launches the Dark Web’s First Major News Site (Andy Greenberg/Wired): THE SO-CALLED DARK web, for all its notoriety as a haven for criminals and drug dealers, is slowly starting to look more and more like a more privacy-preserving mirror of the web as a whole. Now it’s gained one more upstanding member: the non-profit news organization ProPublica.

Partilha nas redes sociais:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
  • A Hoje é uma newsletter independente que todos os dias chega às caixas de e-mail de milhares de pessoas com as principais notícias da economia digital em que vivemos. É um produto desempoeirado que sabe tratar os assuntos da rede como eles são, sem sensacionalismo nem ignorância.

Contribui para o Shifter para mais artigos como este:

2 €/mês

5 €/mês

10 €/mês

15 €/mês

Donativo

Artigos Relacionados

Junta-te à Comunidade
Jornalismo é aquilo que fazemos todos juntos. Entra na Comunidade Shifter e faz parte da conversa.
Sabe mais
Em teste

Bem-vind@ ao novo site do Shifter! Esta é uma versão beta em que ainda estamos a fazer alguns ajustes.Partilha a tua opinião enviando email para comunidade@shifter.pt