Peach é a nova rede social da qual todos estão a falar


A Internet ficou maluca esta sexta-feira com o lançamento de uma nova rede social chamada Peach. Criada pelo co-fundador do Vine Dom Hofmann, a app descreve-se como “uma forma simples e divertida de acompanhar os amigos e de sermos nós mesmos”.

O Peach pode ser usado apenas em iOS através da respectiva app. De certa forma faz lembrar o Twitter: cada utilizador tem o seu @username e publica conteúdo num feed cronológico. Mas o Peach também se assemelha ao Slack, app de conversação muito utilizada em start-ups e outras empresas, uma vez que permite o uso de comandos para publicar GIFs, partilhar a localização, dizer boa noite ou indicar um filme.

peach_02

O teu perfil no Peach é um simples listagem dos teus posts, respectivos likes (que aqui assumem a forma de coração) e comentários. No topo, tens o teu nome e a tua foto de perfil, ao lado do teu username (que podes alterar a qualquer momento). Aparentemente não há limite de caracteres nos posts. Podes partilhar fotos ou usar o ícone da lâmpada para colar o texto que eventualmente tenhas no clipboard do teu telefone.

Os comandos não servem unicamente para partilhar GIFs (através da plataforma Giphy). Podes escrever “here” para adicionar a tua localização, “shout” para escrever em letras grandes, “draw” para desenhar qualquer coisas ou “safari” para adicionar um link. Existem muitos mais comandos:

peach_03

O “song”, por exemplo, permite à app reconhecer o que estás a ouvir (tal como o Shazam faz) e partilhar essa música através do respectivo link do Spotify e Apple Music.

Adicionar amigos no Peach pode ser pelo seu número de telemóvel ou através do seu username. Podes definir o teu perfil para estar visível apenas para amigos ou, então, para amigos de amigos (nada de perfis públicos). O Peach tem notificações, mas não existem mensagens privadas. Hashtags não funcionam.

A equipa do Peach certamente não estava à espera do pico que teve na sexta-feira, dia durante o qual deve ter ganho inúmeros utilizadores. Alguns deles contas falsas, como Taylor Swift, Tila Tequilla, The Rock and Tim Cook, conforme conta o The Next Web.