Governo propõe museus e monumentos gratuitos para jovens até 30 anos


Museus e monumentos gratuitos para jovens até aos 30 anos, durante os fins-de-semana e feriados pode vir a ser uma realidade mais cedo do que pensávamos. Esta é uma das ideias propostas pelo Governo na área da cultura, na versão das Grandes Opções do Plano (GOP) enviadas ao Conselho Económico e Social.

A juntar ao alargamento da gratuitidade nas entradas em museus e monumentos, o executivo propõe o desenvolvimento de um Arquivo Sonoro Nacional e a consolidação e aumento dos acervos de arte contemporânea.

De acordo com GOP, e segundo a agência Lusa, o Governo quer um modelo de gestão de museus e monumentos muito mais flexível, para que assim possam ter mais autonomia. Acreditam que dessa forma é possível incentivar um trabalho em rede na administração das instituições, “de modo a garantir um efetivo acesso das comunidades à cultura e à produção cultural”.

Na área do apoio às artes, é pretendida uma actualização das instituições ao contexto nacional e internacional, em que os agentes culturais funcionam de forma mais simples e com acesso mais facilitados ao que necessitam para desenvolverem as suas operações. Um dos objectivos passa por valorizar os Teatros Nacionais seriam como polos de criação nacional.

Na área do cinema, é descrita a vontade de promover projetos e medidas que visem chamar mais público para as salas de cinema, como é o caso da Festa do Cinema. Pretende-se ainda aprofundar o Plano Nacional de Cinema, criado com o objetivo de formar públicos escolares, alargando o seu âmbito ao território nacional, e prosseguir as edições do Cinema Português em Movimento.

No texto das Grandes Opções do Plano, é sublinhada a importância da cultura como “pilar da democracia” e “factor identitário nacional”.

Foto: Flickr