Obama diz que Governo monitoriza contas de social media de cidadãos estrangeiros


Numa conferência de imprensa na sexta-feira, Obama respondeu à pergunta da Reuters sobre se o Governo norte-americano monitoriza ou não os posts em redes sociais de cidadãos estrangeiros em viagem para os Estados Unidos ou à procura de residência no país.

A resposta foi sim. Aliás, de acordo com Obama:

É importante distinguir entre posts que são públicos – social media numa página de Facebook – das comunicações privadas através de vários social media e apps. E as nossas autoridades e profissionais de inteligência estão constantemente a monitorizar posts públicos; isso faz parte do processo de revisão de vistos – investigamos o que os cidadãos estrangeiros disseram publicamente e questionamos qualquer declaração que eles possam ter feito.

Há que notar que, quando partilhamos algo publicamente no nosso perfil de Facebook ou conta de Twitter, esses posts são visíveis para qualquer pessoa, incluindo o Governo norte-americano. Contudo, não deixa de ser assustadora a ideia de que os Estados Unidos monitorizam aquilo que nós, cidadãos estrangeiros, publicamos online aquando do nosso pedido formal para entrar no território norte-americano.

Como disse Obama, só mensagens públicas podem ser lidas pelo Governo norte-americano, até porque as comunicações privadas são muitas vezes encriptadas. Sabe-se que os Estados Unidos e outros países não gostam da encriptação usada em muitas apps de comunicação como o WhatsApp e o argumento que usam é quase sempre o mesmo: terrorismo. Mas enquanto o poder político vê na encriptação um veículo para difusão de mensagens perigosas, Silicon Valley e o público em geral olha para essa tecnologia como uma camada extra de privacidade e segurança.

A propósito deste assunto, Obama referiu o seguinte, na mesma conferência de imprensa:

Mas comunicações privadas entre duas pessoas são mais difícieis de decifrar, por definição. E uma das coisas que estamos a fazer é a trabalhar com a comunidade high-tech para perceber como podemos, de forma apropiada, fazer um melhor trabalho se tivermos uma ligação, para sermos capazes de rastrear suspeitos de terrorismo.

Obama lembra ainda que nenhum Governo tem a capacidade de “ler as mensagens, emails ou posts em redes sociais de cada pessoa”. No entanto, fica a confirmação de que a actividade online dos cidadãos estrangeiros é vigidada pelo Governo no momento de vistos.