Depois das séries, os filmes. Conhece as novas apostas do Netflix


Com Beast of No Nation, o seu primeiro filme, o Netflix pode pela primeira vez entrar na corrida dos Óscares. Isto porque, para além da estreia mundial no serviço de streaming, a produção cinematográfica passou por algumas salas de cinema, um requisito obrigatório para ser nomeado pela Academia.


Detentor de uma fotografia óptima mas de um argumento não tão bom, Beast of No Nation é um drama baseado na obra homínima do nigeriano Uzodinma Iweala, que segue Apu, uma criança que a guerra civil de um país africano transformou num soldado. Beast of No Nation nunca irá levar para casa a estatueta de melhor filme, mas pode vir a ser premiado pelo bonito trabalho de imagem de Cary Fukunaga, que também realizou e escreveu (Fukunaga é produtor executivo da série True Detective).

Com duração de 2h17, Beast of No Nation conta com o estreante Abraham Attah como Agu, enquanto que Idris Elba domina o ecrã no papel de comandante, um senhor da guerra que leva e instrui Agu nos caminhos da guerra. Beasts of No Nation está nomeado para os prémios SAG (Screen Actors Guild) 2015, nas categorias de melhor actor secundário (Idris Elba) e melhor elenco, bem como para os Independent Spirit Awards 2015, nas categorias de melhor filme, melhor fotografia, melhor realizador, melhor actor principal (Abraham Attah) e melhor actor secundário (Idris Elba).

Beast of No Nation foi apenas o primeiro filme do Netflix. A empresa está a trabalhar em 10 novas longas-metragens, ao lado de 30 programas infantis, 12 documentários e 10 produtos de stand-up, conforme avançou Ted Sarandos, director de conteúdos do Netflix, recentemente numa conferência. No total, no final de 2016, o Netflix quer ter 31 novos conteúdos próprios. “Isto não é apenas muita coisa. Isto são coisas de qualidade”, observou Sarandos.

The Ridiculous 6: uma comédia western já disponível

A crítica não tem sido simpática com The Ridiculous 6, mas também estamos a falar de um filme escrito, produzido e protagonizado por Adam Sandler. Com 1h59, The Ridiculous 6 é o mais recente filme com o selo do Netflix e que estreou globalmente no serviço neste Dezembro.

Uma comédia com cheiro a western, que, para além de Adam Sandler, conta com Terry Crews, Jorge Garcia, Taylor Lautner, Rob Schneider, Luke Wilson e Nick Nolte. Sandler escreveu o argumento com Tim Herlihy e produziu o filme com Allen Covert.

netflixfilmesoriginais_02

A sinopse diz-nos que The Ridiculous 6 é sobre Tommy “White Knife” Stockburn, que, em conjunto com cinco irmãos que não sabia que tinha, parte numa missão pelo velho Oeste para encontrar o pai fora da lei que é sequestrado. Já o Netflix diz-nos que este filme á uma sátira aos filmes do faroeste e aos estereótipos que eles popularizaram no passado.

A Very Murray Christmas: um presente de Natal

A Very Murray Christmas chegou nesta quadra natalícia ao Netflix. É uma homenagem aos espectáculos clássicos de variedades. Com 56 min, o filme conta com Bill Murray no papel principal, que se interpreta a si próprio. Bill fica preocupado ao achar que ninguém vai aparecer no seu programa de televisão, devido a uma terrível tempestade de neve em Nova Iorque. Graças a um misto de sorte e de perseverança, os convidados conseguem chegar ao Hotel Carlyle, cantando e dançando com o espírito natalício.

netflixfilmesoriginais_03

O elenco está cheio de nomes conhecidos, como George Clooney, Paul Shaffer, Amy Poehler, Julie White, Dimitri Dimitrov, Michael Cera, Chris Rock, David Johansen, Maya Rudolph, Jason Schwartzman, Jenny Lewis, a banda Phoenix, Frederic Moulin, Rashida Jones, Miley Cyrus, entre muitas outros. A Very Murray Christmas tem a realização de Sofia Coppola, que escreveu o argumento com Mitch Glazer e o próprio Bill Murray.

Crouching Tiger, Hidden Dragon: Sword of Destin: trailer já disponível, estreia em Fevereiro

O nome é comprido e difícil de memorisar. Estreia a 26 de Fevereiro no Netflix. Crouching Tiger, Hidden Dragon: Sword of Destiny conta uma história épica de amores perdidos, uma paixão juvenil, uma espada lendária e a última oportunidade de redenção, numa batalha épica de artes marciais, entre o bem e o mal, que irá decidir o destino do Mundo Marcial.

netflixfilmesoriginais_04

Realizado pelo conhecido coreógrafo de artes marciais e realizador Yuen Wo-Ping, o filme é protagonizado por Michelle Yeoh, como Yu Shu-Lien, e por Donnie Yen, como Silent Wolf. Crouching Tiger, Hidden Dragon: Sword of Destiny conta ainda  com a participação de Harry Shum Jr, Jason Scott Lee, Roger Yuan, Eugenia Yuan e Natasha Liu Bordizzo.

Baseado no aclamado romance Iron Knight, Silver Vase, de Wang Dulu, e escrito por John Fusco, o novo filme é produzido por Harvey Weinstein, Peter Berg e Sarah Aubrey. Os produtores executivos foram Morten Tyldum, Ralph Winter, Anthony Wong e Bey Logan.

Mais filmes em breve

Já anunciados estão MascotsPee-Wee’s Big Holiday, JadotvilleWar Machine. Quatro filmes com estreia prevista para meados de 2016.

O último, War Machine, é uma produção da Netflix e da Plan B, de Brad Pitt, que conta com a realização de David Michôd. É inspirado no livro The Operators: The Wild and Terrifying Inside Story of America’s War in Afghanistan, do falecido jornalista Michael Hastings.

War Machine é uma sátira que conta com Brad Pitt no papel de um general cuja reputação letal o leva a ser o escolhido para liderar as tropas americanas no Afeganistão. Determinado em ganhar a guerra através de uma nova abordagem radical ao problema, o general e a sua equipa elaboram uma série de alianças e combatem em várias frentes, seja nas trincheiras do Afeganistão, seja no campo da batalha da imprensa internacional, e não esquecendo os corredores de Washington.

Anthony Michael Hall, Will Poulter, Scoot McNairy, e Topher Grace também fazem parte do elenco deste filme orçamentado em 70 milhões de dólares.