E se te dissermos que este espantoso anúncio é um trabalho de escola?

Dorian Lebherz e Daniel Titz são os dois estudantes que assinam a realização do filme.

Este é daqueles anúncios publicitários em que facilmente soltas a palavra do “F”. A melhor parte: não é sequer um anúncio de verdade. mas podia ser. Aliás, devia ser. Foi criado por 2 estudantes da Film Academy of Baden-Württemberg e já captou 3 milhões de visualizações no YouTube.

Dois irmãos caminham pelas estradas solitárias e terrenos agrestes da Ilha de Skye, na Escócia, onde viveram a sua infância. Simultaneamente, uma voz poética relembra as suas experiências passadas e a profundidade do sentimento que ainda nutrem um pelo outro. As noções de “liberdade” e de “ser livre” aparecem várias vezes no vídeo de 90 segundos, enquanto os dois sobem colinas rochosas ou olham para paisagens belas, rochosas e inspiradoras.

Quando chegam a uma casa em ruínas, partilham um copo de Johnnie Walker, a marca escosesa de whisky para a qual os dois estudantes criaram este anúncio. Depois, continuam a andar por uma encosta junto ao mar, mas o final é inesperado. Reparamos na urna de cinzas que um dos irmãos sempre segurou no braço e o outro, de repente, desaparece.

Dorian Lebherz e Daniel Titz são os dois estudantes que assinam a realização do filme, que está a surpreender a comunidade criativa. “Queríamos criar uma história que tocasse o espectador nos primeiros 90 segundos. Penso que quando algo te toca, lembras-te dessa coisa. Por isso um dia tivemos a ideia de dois irmãos a visitar os lugares da sua juventude, juntos pela última vez. A paisagem escocesa e a marca eram perfeitas para esta situação”, disse Dorian, em entrevista ao site AdFreak.

“A reviravolta no final do filme é para surpreender o espectador com o facto de que o irmão já não está presente e para recriar o sentimento de alguém em falta. Essa é também a razão pela qual nós tentamos manter a pessoa viva sempre com uma atitude um pouco triste e enquadrar a fotografia de modo a que o filme funcionasse sem o irmão morto”, acrescentou o jovem estudante. Podes ler a restante entrevista aqui.

Entretanto um exercício interessante que podes fazer agora, depois de teres lido este artigo, é rever os 90 segundos do anúncio.

Partilha nas redes sociais:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
  • Jornalista, adepto de cidades humanas e curioso por ideias que melhorem o país. Co-fundei o Shifter em 2013, sou desde 2020 coordenador do projecto editorial Lisboa Para Pessoas.

Contribui para o Shifter para mais artigos como este:

2 €/mês

5 €/mês

10 €/mês

15 €/mês

Donativo

Artigos Relacionados

Junta-te à Comunidade
Jornalismo é aquilo que fazemos todos juntos. Entra na Comunidade Shifter e faz parte da conversa.
Sabe mais
Em teste

Bem-vind@ ao novo site do Shifter! Esta é uma versão beta em que ainda estamos a fazer alguns ajustes.Partilha a tua opinião enviando email para comunidade@shifter.pt