Facebook ajuda-te a saber se amigos teus que estejam em França estão bem

França está em estado de emergência. Cinco ataques coordenados em Paris deixaram um rasto de destruição e provocaram centenas de mortes (pelo menos 150). Só na conhecida sala de espectáculos Bataclan foram descobertos 100 corpos. O país está em estado de emergência e com as fronteiras fechadas. O Estado Islâmico reivindica os atentados e fala em vingança pela Síria.

Face a estes atentados, o Facebook activou a funcionalidade Safety Check, permitindo-te saber se amigos teus que estejam em França estão bem. Para tal, há uma página própria para esta calamidade humana, onde estão listados todos os amigos que, através dos seus perfis, disseram estar em Paris ou redondezas.

Através dessa página, consegues contactar directamente com eles e, se souberes que estão bem, podes através de um simples botão avisar os seus amigos e familiares. Estes irão receber uma notificação no seu Facebook. No meu caso, tenho apenas duas amigas em Paris. Uma delas está segura:

fbsafetycheckparis_02

Ainda não tenho notícias da outra pessoa, mas o Facebook ajuda-me a falar com ela:

fbsafetycheckparis_03

A ferramenta Safety Check foi lançada pelo Facebook este ano para tornar mais fácil a localização de amigos em zonas afectadas por uma catástrofe natural, como um tsunami, um grande incêndio ou um terramoto, ou por qualquer calamidade humana.

Partilha nas redes sociais:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
  • Jornalista, adepto de cidades humanas e curioso por ideias que melhorem o país. Co-fundei o Shifter em 2013, sou desde 2020 coordenador do projecto editorial Lisboa Para Pessoas.

Contribui para o Shifter para mais artigos como este:

2 €/mês

5 €/mês

10 €/mês

15 €/mês

Donativo

Artigos Relacionados

Junta-te à Comunidade
Jornalismo é aquilo que fazemos todos juntos. Entra na Comunidade Shifter e faz parte da conversa.
Sabe mais
Em teste

Bem-vind@ ao novo site do Shifter! Esta é uma versão beta em que ainda estamos a fazer alguns ajustes.Partilha a tua opinião enviando email para comunidade@shifter.pt