Chama-se Voat e é uma alternativa ao Reddit que ninguém sabe se vai ter sucesso

No meio da reviravolta que o Reddit viveu no Verão, surgiu um novo site chamado Voat. Basta-nos abrir a sua homepage para perceber que se trata de uma alternativa ao Reddit, dada as semelhanças visuais com o popular fórum online. Contudo, ninguém sabe se o Voat será algum dia relevante.

O Voat existe desde Abril de 2014, mas só em Julho deste ano ganhou atenção mediática. Por um lado, porque utilizadores do Reddit descontentes com as medidas de Ellen Pao. Por outro, porque teve destaque na imprensa especializada. Todavia, desde então, não se tem ouvido falar mais do Voat.

voat_02

voat_03

O site foi criado por dois estudantes – um de Engenharia Informática, outro de Economia – da Universidade de Zurich, na Suíça. Uma história de berço semelhante à do Reddit: este nasceu na Universidade de Virginia, nos Estados Unidos, pela mão dos colegas Steve Huffman e Alexis Ohanian.

Com a assinatura “have your say”, o Voat (que se pronuncia “goat”) ambiciona ser um agregador de conteúdo semelhante ao Reddit. Começou por ser um projecto de hobby chamado WhoaVerse, mas dado o buzz que recebeu no último Verão tornou-se em algo sério. “O nosso objectivo é construir um site que serve as necessidades e desejos dos nossos utilizadores”, explica a equipa no seu site.

voat_04

Apesar de o Voat negar ser um clone do Reddit (“todos os carros têm quatro rodas; isso significa que todos os carros são iguais?”), a verdade é que as parecenças não são poucas. A começar pela rudimentar homepage: um conjunto de links, organizados pela sua popularidade. Os menus são semelhantes. Existem subreddits, mas chamam-se subverses e, em vez de o URL ter a construção /r, tem /v.  E os perfis dos utilizadores também estão organizados em comentários e submissões.

voat_05

A popularidade do Voat aumentou indiscutivelmente durante o Verão, quando as decisões de Ellen Pao, a então CEO do Reddit, aborreceram alguns utilizadores e algumas comunidades. “O Voat está a ter uma quantidade enorme de tráfego,  como resultado directo das recentes mudanças que estão a acontecer naquele outro lugar”, escrevia no início de Julho a equipa no Twitter. Os servidores do Voat acabaram por ir abaixo várias vezes.

O Voat não vende os dados dos utilizadores e de momento não tem anúncios. Ainda assim, os responsáveis não descartam a possibilidade de introduzir anúncios não obstrutivos na plataforma, mas para já estão a recolher fundos através de doações, pagando dessa forma os custos de operação.

A equipa do Voat disse ter recebido “muitas doações através de Bitcoin e Dogecoin”, o que lhe permitiu criar a empresa Voat Inc, registada não na Suíça, mas nos Estados Unidos. “Porquê os Estados Unidos? A Suíça pareceu-nos uma boa opção no início, mas no que toca a liberdade de expressão, a principal ideia por detrás do Voat, a lei norte-americana bate de longe qualquer outro possível país que pesquisámos”, esclarece numa nota.

voat_06

Os próximos passos são continuar a desenvolver o site para retirá-lo da fase alpha em que está (depois do alpha, segue-se a fase beta e só com esta terminada é que fica “finalizado”). Não é claro o futuro do Voat, mas pelo menos os responsáveis estão empenhados em construí-lo, sempre com o mote da liberdade de expressão.

O Voat tem um caminho difícil pela frente. O Reddit não só tem uma dimensão invejável, como agora é gerido pelos seus fundadores. Recentemente, o site lançou uma publicação editorial chamada Upvoted e arrancou a sua aposta no vídeo.

Partilha nas redes sociais:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
  • Jornalista, adepto de cidades humanas e curioso por ideias que melhorem o país. Co-fundei o Shifter em 2013, sou desde 2020 coordenador do projecto editorial Lisboa Para Pessoas.

Contribui para o Shifter para mais artigos como este:

2 €/mês

5 €/mês

10 €/mês

15 €/mês

Donativo

Artigos Relacionados

Junta-te à Comunidade
Jornalismo é aquilo que fazemos todos juntos. Entra na Comunidade Shifter e faz parte da conversa.
Sabe mais
Em teste

Bem-vind@ ao novo site do Shifter! Esta é uma versão beta em que ainda estamos a fazer alguns ajustes.Partilha a tua opinião enviando email para comunidade@shifter.pt