Diário da fronteira VII


Este é o sétimo diário da fronteira. O João Porfírio chegou a Belgrado, na Sérvia, onde se fez a festa pela liberdade.

Hoje já dormi na Sérvia, em Belgrado. A intenção de vir cá é falar e fotografar com os refugiados que estão acampados num parque em plena cidade de Belgrado, ao lado da estação de comboios de onde chegam da Macedónia.

O parque é o local onde a vida quotidiana dos habitantes de Belgrado se mistura com a vida de um, dois ou até mesmo de uma família de refugiados sírios ou iraquianos.

Cheguei ao parque e havia uma festa, música alta. Todos a dançar numa roda com música tradicional dos seus países. Perguntei o porquê da festa e a resposta foi: “Estamos livres.”

Assim me despeço de Belgrado em direção novamente à Croácia. Desta vez terei de ir dar a volta pela Bósnia ou pela Hungria visto que as fronteiras Sérvia-Croácia estão completamente fechadas.

diariodafronteiravii_02

diariodafronteiravii_03

diariodafronteiravii_04

diariodafronteiravii_05

diariodafronteiravii_06