O livestreaming chegou ao Facebook – mas só para figuras públicas


Antes de o Periscope e o Meerkat surgirem, já o Facebook estava a trabalhar numa plataforma de livestreaming. Hoje lançou-a integrada na app Mentions, destinada a figuras públicas, como músicos, políticos, celebridades, atletas e líderes de opinião, que tenham uma página de Facebook verificada (isto é, com um visto azul).

As figuras públicas podem agora, através do Mentions, criar um vídeo em directo para a sua comunidade de fãs. Estes podem assistir através do seu News Feed, quer na app normal do Facebook para telemóvel, quer no computador. Podem comentar, deixar um like ou partilhar o livestream enquanto o mesmo ainda está a decorrer.

O livestreaming no Facebook era um passo lógico para a rede social, que cada vez mais procura formas de, por um lado, fazer os seus utilizadores passarem mais tempo nela e, por outro, de convencer figuras públicas e marcas a usarem-na para distribuir conteúdo.

fblivestreaming_02

No Facebook, o livestreaming aparece integrado no produto já existente de vídeo. Se do lado das figuras públicas, é precisa uma app específica. Do lado dos utilizadores, nada muda. Os livestreams ficam disponíveis para serem vistos depois na forma de vídeo nas páginas das respectivas figuras públicas.

O livestreaming no Facebook pode ser uma significativa ameaça para plataformas como o Periscope ou o Meerkat, dado que a rede social de Zuckerberg tem inúmeros utilizadores e as celebridades milhares, milhões ou até mil milhões de seguidores.

Vai o livestreaming ser alargado aos utilizadores comuns? Bem, o Facebook não avança prazos; e não confirma, nem desmente. A rede social deverá estar primeiro empenhada em testar o produto junto das figuras públicas antes de o disponibilizar para mais pessoas.

Previous Os vídeos do YouTube já não ficam presos às 301+ visualizações
Next Nem todas as hashtags funcionam no Instagram. E a #EDM é só mais uma

Suggested Posts