Estes bonecos apanham escaldões… se não usarem protector solar

A Nivea já tinha surpreendido anteriormente com uma campanha diferente e criativa, também direccionada para os mais jovens. No passado ano, apresentou uma pulseira capaz de dizer aos pais, através dos seus telemóveis a localização exacta de crianças na praia. Com esta ideia a Nivea conseguiu arrecadar um cobiçado Leão de Cannes – um Grand Prix na categoria Mobile.

A marca volta este ano a direccionar a sua energia criativa para os mais pequenos e o resultado volta a ser brilhante. A campanha do presente ano, criada também pela FCB Brasil, tem que ver não com a segurança das crianças, mas sim com o zelo pela sua saúde, nomeadamente, a saúde da sua pele.

Quase todas as crianças adoram praia, quase todas as crianças não suportam o momento de colocar o protector solar. A Nivea “desdobrou” estas duas premissas e criou dois bonecos bastante peculiares. Um menino e uma menina que quando expostos directamente ao Sol – devido ao material UV sensitive que os constitui – ficam com a pele vermelha como se de um enorme escaldão se tratasse. O único modo de evitá-lo ou de reparar a situação é colocar protector solar na “pele” dos bonecos, que recuperam de imediato a sua cor de origem. A ideia é começar cedo a sensibilizar os mais pequenos para malefícios da exposição solar inconsciente, familiarizá-los com o uso de protector solar (da Nivea claro está) e criar hábitos de protecção que se perpetuem com o passar dos anos.

Os bonecos não estão disponíveis para compra e terão sido feitos apenas para que a campanha se desenvolvesse. Foram distribuídos como forma de brinde a um grupo restrito de crianças numa praia do Rio de Janeiro (Brasil). Talvez a Nivea volte a ambicionar, ou mesmo a ganhar, um outro Leão de Cannes com esta iniciativa. Mas se a campanha ganhasse uma concretização física real capaz de chegar a muitas mais crianças, o resultado seria com certeza, bem mais eficaz.

Partilha nas redes sociais:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
  • A Mara Bento é redactora de ciência e cultura do Shifter. Estuda Publicidade e Marketing na Escola Superior de Comunicação Social, em Lisboa.

Contribui para o Shifter para mais artigos como este:

2 €/mês

5 €/mês

10 €/mês

15 €/mês

Donativo

Artigos Relacionados

Junta-te à Comunidade
Jornalismo é aquilo que fazemos todos juntos. Entra na Comunidade Shifter e faz parte da conversa.
Sabe mais
Em teste

Bem-vind@ ao novo site do Shifter! Esta é uma versão beta em que ainda estamos a fazer alguns ajustes.Partilha a tua opinião enviando email para comunidade@shifter.pt