Novo serviço Google Photos nasceu das cinzas do Google+ e promete armazenamento ilimitado


Google Photos armazenamento ilimitado

Tirar fotos tornou-se tão fácil que há quem aproveita um avião a passar ou simplesmente uma rosa no chão para eternizar o momento. Contudo, chega depois a altura de organizar todas as fotografias e, para os verdadeiros apaixonados da modalidade, isso pode tornar-se num verdadeiro inferno. Mas claro, a Google está aqui para resolver esses problemas e apresentou esta quinta-feira, no I/O, o Google Photos.

O Google Photos nasceu das cinzas do Google+, a rede social que a empresa apresentou em 2011 com três pilares: Streams, Photos e Hangouts. Os dois últimos já são independentes. Assim, a segurar o actual Google+ está agora apenas o Streams. A Google está a trabalhar num reposicionamento da sua rede social para deixar de ser tanto um “Facebook” e para se aproximar mais do “Pinterest”: uma plataforma para pessoas com os mesmos interesses se conectarem.

O Google Photos é basicamente o Google+ Photos, mas melhorado. (Curiosamente, a empresa conseguiu apresentar o novo serviço no I/O sem uma única – uma única! – referência ao Google+.)

googlephotos_01

Mais do que um serviço e uma app para mostrar todas as tuas fotografias, aquilo que o Google Photos tem como principal objectivo é facilitar e organizar as galerias dos seus utilizadores com recurso a várias funcionalidades inovadoras.

De forma automática, milhares de códigos vão “analisar” as galerias e oferecer a possibilidade de separar as fotos da forma mais viável possível: selfies para um lado, fotos de paisagens para o outro, e até mesmo fotos de cães para uma nova galeria. Se, por exemplo, pesquisares por “cães” na plataforma, aparecem-te todas as imagens onde apareça aquele que é considerado o melhor amigo do homem. As fotos ficam organizadas também por pessoas e locais.

googlephotos_02

googlephotos_03

As fotos estão também organizadas temporalmente, sendo que podes navegar na tua galeria por semanas, meses e anos. Podes criar álbuns, montagens (por exemplo, colocar duas fotos lado a lado), filmes com fotos, GIFs e ainda histórias. Todas estas ferramentas foram importadas do Google+ e, tal como neste, também no novo Google Photos funcionam de forma automática. Ou seja, podes ser tu a criar as histórias e os GIFs, como também os computadores do Google. O Google Photos inclui ainda ferramentas de edição avançadas para fotos e vídeos, sendo que os seus computadores também podem automaticamente editar as tuas imagens.

Como é que sabes quando é que o Google Photos criou algo para ti? No Assistant. O Assistant é uma parte da nova plataforma de fotos do Google que te diz quanto falta para o backup das fotos do teu telemóvel está concluído, quando um vídeo automático com as tuas fotos foi feito ou quando uma imagem foi automaticamente editada.

googlephotos_04

Toda a tua biblioteca de fotos é privada, mas podes partilhar as tuas imagens através do Facebook, do Twitter, do WhatsApp, do Instagram… Podes fazer o download dos conteúdos para o telemóvel ou computador. E podes também criar links com as fotos que queres mostrar a um amigo.

A principal vantagem do Google Photos é que ficas com a tua biblioteca acessível em qualquer plataforma: na web (photos.google.com) e nas apps móveis para Android e iOS. O armazenamento é GRATUITO E ILIMITADO para fotos com até 16 megapixels e vídeos até 1080p de resolução. Podes usar o Google Photos para fazer o backup automático das fotos que tiras com o teu telemóvel, bem como das fotos que tiras com uma DSLR.

googlephotos_05