O iPhone faz 8 anos


“Hoje a Apple vai reinventar o telemóvel”, prometeu Steve Jobs a 9 de Janeiro de 2007. Há precisamente oito anos, nasceu o iPhone, o smartphone que definiu o smartphone: um aparelho portátil com um grande ecrã táctil, que faz chamadas e recebe mensagens, que toca música e que permite navegar na web.

A conferência de imprensa em que Jobs mostra ao mundo o iPhone pela primeira vez (pondo fim a toda a especulação sobre se a Apple estava ou não a desenvolver um telemóvel) é absolutamente maravilhosa.

Merece, pois, ser recordada. Pelo menos os primeiros minutos:

Oito anos depois, o mercado está dominado de smartphones, todos eles de acordo com o “modelo” de Jobs. O iPhone criou um mercado de apps, revolucionou o acesso à internet e transformou empresas como o Facebook em “empresas mobile-first”.

O iPhone de hoje é diferente do iPhone de 2007. Maior, mais fino, mais completo e menos instável, continua a ser um dos telemóveis mais populares, ainda que o mercado seja dominado pela concorrente Samsung.

Previous Ontem fomos “Charlie” em Lisboa
Next Google, Apple e Mark Zuckerberg reagem ao ataque ao Charlie Hebdo