Fabricantes de TV e estúdios de cinema unem-se para defender o 4K


As principais fabricantes de TV, os grandes estúdios de cinema e alguns serviços de streaming uniram-se para provar que o 4K (ou Ultra HD) não é uma brincadeira, mas sim o futuro da televisão e o sucessor do HD. Trata-se de uma aliança inédita, chamada UHD Alliance, que foi celebrada em pleno CES 2015.

A UHD Alliance é composta pela Samsung, Sony, Panasonic, LG e Sharp, pela 20th Century Fox, Warner Brothers e Disney e ainda pelo Netflix e DirecTV. Juntas, as várias empresas querem evitar que o 4K se torne no “novo 3D”; para tal vão garantir que existe conteúdo 4K e que esse conteúdo 4K chega às pessoas.

De facto, apesar de o UHD ter quatro vezes o número de pixels que o actual HD (1080p), oferecendo uma imagem muito mais clara e agradável em TVs com ecrãs grandes, a tecnologia não conseguiu ainda arrancar. Parte do problema está nos preços elevados que as UHD TVs ainda têm para o consumidor. A outra parte está falta de conteúdos que convençam as pessoas a investimento num equipamento desses.

Os grandes campeonatos de futebol são, por tradição, pretextos para muitas pessoas renovarem as televisões lá de casa. O Mundial de 2014 poderia ter sido, portanto, uma oportunidade de ouro; contudo, foi desperdiçada com os jogos a não serem transmitidos em Ultra HD. Por outro lado, serviços como o Netflix pecam em oferecer conteúdo 4K. Neste serviço, por exemplo, a série House of Cards é praticamente a única coisa que podemos assistir com a nova tecnologia de imagem.

UHD Alliance está apenas no início. Todavia, se funcionar, o mais certo é o 4K também funcionar.

(foto: @olafkrynicki via Twitter)

Previous A Kodak fez um telemóvel Android
Next ‘The Interview’: buzz ou algo mais que isso?