A Pepsi abriu o ano com uma gigante reacção em cadeia

Foi com 2 014 ratoeiras, 2 015 bolas de ping-pong e um vídeo gravado num único take que a Pepsi inaugurou o novo ano. Com a ajuda da agência de publicidade AMV BBDO, sediada em Londres, a marca criou uma “reacção em cadeia”.

A experiência durou apenas 15 segundos e deu origem a um vídeo de 2 minutos, incrivelmente bem produzido.

http://youtu.be/v7YQT6BCuAE

O anúncio termina com a frase “máxima celebração, sem fogo-de-artifício” associada a uma outra, “máximo sabor, sem açúcar”. A mensagem é clara: da mesma forma que é possível celebrar o ano novo sem fogo de artifício, podemos aproveitar o sabor tradicional da Pepsi sem adição de açúcar. Aliás, a bebida Pepsi Max é isso mesmo: Pepsi sem adição de açúcar.

De acordo com o site Fast Company, a AMV BBDO foi buscar a ideia para o filme ao recurso usado por professores de ciência, que utilizam ratoeiras para explicar os princípios da fissão nuclear. Na verdade, a fissão nuclear não é mais do que uma reacção em cadeia, em que um átomo instável é dividido em dois átomos menores depois de um bombardeamento de neutrões. Uma equipa de 42 pessoas demorou 5 horas a montar todo o cenário com as 2 014 ratoeiras, 2 015 bolas de ping-pong e alguns espelhos à mistura, garantindo que nada corria mal.

O anúncio enquadra-se na campanha Unbelievable da Pepsi Max, a marca mais irreverente do universo Pepsi, e na estratégia Live For Now.

Partilha nas redes sociais:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
  • Jornalista, adepto de cidades humanas e curioso por ideias que melhorem o país. Co-fundei o Shifter em 2013, sou desde 2020 coordenador do projecto editorial Lisboa Para Pessoas.

Contribui para o Shifter para mais artigos como este:

2 €/mês

5 €/mês

10 €/mês

15 €/mês

Donativo

Artigos Relacionados

Junta-te à Comunidade
Jornalismo é aquilo que fazemos todos juntos. Entra na Comunidade Shifter e faz parte da conversa.
Sabe mais
Em teste

Bem-vind@ ao novo site do Shifter! Esta é uma versão beta em que ainda estamos a fazer alguns ajustes.Partilha a tua opinião enviando email para comunidade@shifter.pt