Sony Pictures remove todo o conteúdo promocional do ‘The Interview’ da net

O e-mail que a Sony Pictures recebeu sexta-feira dos Guardians of Peace trouxe uma felicitação pela decisão certa e “sábia” que tomou, mas também uma ameaça: os hackers (que o FBI disse pertencerem à Coreia do Norte, mas esta negou) pediram a remoção de todo o conteúdo promocional do The Interview da net.

E foi isso mesmo que a Sony Pictures fez ontem. Limpou a página do Facebook (screenshot em cima), limpou os tweets do perfil do Twitter e as fotos do Instagram, colocou o blogue no Tumblr offline, removeu o canal do YouTube do filme e apagou todos os trailers e clips publicados no canal do seu YouTube.

Não se sabe ao certo se esta decisão de tentar eliminar os vestígios do The Interview da net foi feita devido à ameaça específica dos hackers ou se já estava tomada antes deste e-mail, tendo sido posta em prática coincidentemente ontem.

Certo é que, numa entrevista à CNN, o CEO da Sony Pictures Michael Lynton garantiu que a empresa não cedeu e que continua a querer que o público veja o filme, estando a estudar várias opções para tal.

Partilha nas redes sociais:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
  • Jornalista, adepto de cidades humanas e curioso por ideias que melhorem o país. Co-fundei o Shifter em 2013, sou desde 2020 coordenador do projecto editorial Lisboa Para Pessoas.

Contribui para o Shifter para mais artigos como este:

2 €/mês

5 €/mês

10 €/mês

15 €/mês

Donativo

Artigos Relacionados

Junta-te à Comunidade
Jornalismo é aquilo que fazemos todos juntos. Entra na Comunidade Shifter e faz parte da conversa.
Sabe mais
Em teste

Bem-vind@ ao novo site do Shifter! Esta é uma versão beta em que ainda estamos a fazer alguns ajustes.Partilha a tua opinião enviando email para comunidade@shifter.pt