McDonald’s japoneses obrigados a racionar batatas fritas

Para muitos esta notícia será equivalente ao fim do mundo: o Japão está com falta de batatas fritas. A partir de agora, nos restaurantes McDonald’s do país, a única hipótese é pedir pacotes de batatas fritas pequenos. Os restaurantes da cadeia de fast food vão passar a servir apenas as porções mais pequenas, para evitar um possível esgotamento do produto.

Aquele que é o segundo mercado mundial da McDonald’s importa as batatas fritas dos EUA e devido às greves nos portos norte-americanos várias entregas estão atrasadas. As paralisações duram desde Outubro em mais de duas dezenas de portos da Costa Leste dos Estados Unidos. A força dos sindicatos está a fazer-se sentir no Japão, que já mandou importou de emergência mais de mil toneladas de batatas fritas congeladas por via aérea. Foram também encomendadas a outros países outras 1600 toneladas esperadas, por via marítima, durante o mês de Janeiro

A multinacional diz que o racionamento é temporário mas ainda não se sabe por quanto tempo. A filial nipónica da McDonald’s atribui culpas aos EUA e confirma que a redução das doses durará até que um fornecimento estável de batatas esteja à vista.

Partilha nas redes sociais:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
  • A Rita Pinto é Editora-Chefe do Shifter. Estudou Jornalismo, Comunicação, Televisão e Cinema e está no Shifter desde o primeiro dia - passou pela SIC, pela Austrália, mas nunca se foi embora de verdade. Ajuda a pôr os pontos nos is e escreve sobre o mundo, sobretudo cultura e política.

Contribui para o Shifter para mais artigos como este:

2 €/mês

5 €/mês

10 €/mês

15 €/mês

Donativo

Artigos Relacionados

Junta-te à Comunidade
Jornalismo é aquilo que fazemos todos juntos. Entra na Comunidade Shifter e faz parte da conversa.
Sabe mais
Em teste

Bem-vind@ ao novo site do Shifter! Esta é uma versão beta em que ainda estamos a fazer alguns ajustes.Partilha a tua opinião enviando email para comunidade@shifter.pt