Google está a criar uma “Google para crianças”

A partir de 2015, a Google vai adaptar alguns dos seus produtos, como o Search, o YouTube e o Chrome, às crianças com idade abaixo dos 12 anos. Pavni Diwanji, responsável pelo desenvolvimento do novo projecto, referiu ao USA Today que está “à espera que isto seja controverso, mas a verdade é que as crianças já têm a tecnologia nas escolas e em casa. Assim, a melhor abordagem é simplesmente fazer com que a tecnologia seja utilizada de uma maneira melhor”.

Mãe de duas meninas, de 8 e 13 anos, Pavni Diwanji explica que a intenção da Google é tornar os seus produtos “divertidos e seguros para os miúdos”. E, por outro lado, dar aos pais ferramentas para controlar a actividade online dos mais pequenos. “Queremos ser cuidadosos no que fizermos, dando aos pais as ferramentas adequadas para supervisionar o uso que os seus filhos fazem dos nossos produtos”, referiu.

A Google pretende também incluir as próprias crianças na elaboração das versões que lhes serão destinadas e em mais conteúdos para a sua idade. “Queremos que os miúdos estejam seguros, mas acima de tudo isto tem que ver com ajudá-los a ser mais do que meros consumidores de tecnologia, mas também criadores”, explicou.

Mais pormenores não existem ainda. Certo é que a “Google para crianças” será uma realidade num futuro próximo, e Pavni Diwanji será um nome de que ainda provavelmente ouviremos falar bastante.

Partilha nas redes sociais:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
  • Jornalista, adepto de cidades humanas e curioso por ideias que melhorem o país. Co-fundei o Shifter em 2013, sou desde 2020 coordenador do projecto editorial Lisboa Para Pessoas.

Contribui para o Shifter para mais artigos como este:

2 €/mês

5 €/mês

10 €/mês

15 €/mês

Donativo

Artigos Relacionados

Junta-te à Comunidade
Jornalismo é aquilo que fazemos todos juntos. Entra na Comunidade Shifter e faz parte da conversa.
Sabe mais
Em teste

Bem-vind@ ao novo site do Shifter! Esta é uma versão beta em que ainda estamos a fazer alguns ajustes.Partilha a tua opinião enviando email para comunidade@shifter.pt