Coreia do Norte responsabiliza EUA pelas falhas na sua Internet


A Coreia do Norte acusou os Estados Unidos de serem responsáveis pelo blackout de quase 10 horas à sua rede de Internet: “Os EUA, com o seu grande tamanho físico e sem vergonha de jogar às escondidas como as crianças ranhosas, começou a dificultar o acesso aos principais sites de notícias da nossa república”, disse a Comissão de Defesa Nacional, em comunicado.

Poucas horas depois de emitido o comunicado, o país de Kim Jong-un ficou novamente sem Internet e desta vez também sem rede de dados móveis 3G. “Às 19:30 hora local de Pyongyang, a Internet e a rede móvel 3G da Coreia do Norte ficaram paralisadas e a situação só regressou à normalidade às 21:30”, escreveu a agência estatal chinesa Nova China.

A norte-americana Dyn Research, especializada em segurança informática, confirmou esta informação no Twitter:

Recorde-se que os Estados Unidos tinham prometido que retaliariam contra a Coreia do Norte pelo ataque informático à Sony Pictures através de “acções visíveis e outras não visíveis”. No passado 23 de Dezembro, o país de Obama não confirmou nem desmentiu o apagão de quase 10 horas da Coreia do Norte.

Coreia chama “macaco” a Obama e ameaça EUA

Na voz da sua Comissão de Defesa Nacional, a Coreia do Norte acusou o Presidente dos EUA de ser “o principal culpado que forçou a Sony Pictures Entertainment a distribuir indiscriminadamente” o The Interview, um filme que considera “desonesto e reaccionário”.

A Coreia do Norte diz ainda que “Obama é sempre imprudente nas palavras e nos atos, como um macaco numa floresta tropical”; e deixa uma ameaça: “Se os Estados Unidos continuarem a ser arrogantes, déspotas e a utilizar métodos arbitrários de gangster, apesar dos repetidos avisos [da Coreia do Norte], deverão ter em mente que as suas acções políticas fracassadas levarão a golpes mortais inevitáveis.”

Previous Hackers colocaram a Xbox e a PlayStation offline no Natal. E Kim Dotcom não gostou
Next #FollowSaturday #057