Com o novo sistema CAPTCHA da Google, podes dizer que não és um robô sem códigos estranhos


Ninguém gosta de digitar códigos esquisitos sempre que quer preencher um qualquer formulário num qualquer site, mas há que dar o mérito ao sistema CAPTCHA. É ele que tem ajudado a manter os bots e outros mecanismos automáticos afastados da Internet que diariamente visitamos.

Actualmente, o CAPTCHA usa imagens que apenas um ser humano consegue identificar e reproduzir para afastar os “robôs”. No entanto, este sistema – para além de chato para o utilizador – já provou ser falível.

A Google tem uma nova abordagem ao CAPTCHA. Chama-se No CAPTCHA.

No fundo, em vez de te pedir para reproduzires em texto um conjunto de letras e números de uma imagem, ele exige unicamente que tenhas de clicar num botão. Assim…

nocaptcha_exemplificacao

Como é possível o sistema ter certezas se apenas temos de clicar num botão? O algoritmo faz uma analise à interacção do utilizador com a página e determina se há probabilidade de ser um bot ou não. Em caso de ser necessário tirar as dúvidas aparece um novo desafio, ainda que simples, como este:

No telemóvel, o mecanismo é diferente. A Google pede-te para identificares as fotografias que correspondem à apresentada.

nocaptcha_mobile

Fonte: Google

Previous Um terço das bandeiras do Mundo tem símbolos religiosos
Next Os primeiros 15 anos do século XXI em 75 imagens