BlackBerry está a trabalhar com a Boeing num telemóvel que se autodestrói


A intenção da empresa aerospacial norte-americana Boeing de criar um telemóvel seguro e auto-destrutivo não é nova. Já ouvimos falar do Boeing Black desde 2012, mas o equipamento nunca chegou a ver a luz do dia. Contudo, tal poderá mudar brevemente com a ajuda da BlackBerry.

A fabricante canadiana está a colaborar com a Boeing na criação do tal Boeing Black, um telemóvel especificamente desenhado para agências de informação governamentais que precisem de garantir a confidencialidade das suas operações. O Black encriptará chamadas, mensagens e dados, e autodestrói-se de tal for necessário para proteger informação privada. O modelo final deverá suportar scanners biométricos para maior segurança e suportará Dual SIM para várias redes.

“Estamos entusiasmados por anunciar que a Boeing está a colaborar com a Blackberry para criar uma solução móvel segura para aparelhos Android utilizando a nossa plataforma BES 12”, disse o presidente executivo da BackBerry John Chen, na sessão de apresentação dos resultados do último trimestre do ano. O BES 12 ou BlackBerry Enterprise Service permitirá que as grandes empresas mantenham os seus aparelhos seguros, sejam de marcas como a Apple ou Samsung, independentemente do sistema operativo que utilizam.

O Boeing Black não deverá estar acessível ao grande consumidor.

Previous Primeiro “protótipo a sério” do carro autónomo da Google está terminado
Next 6 meses em 6 minutos