Uma colher anti-Parkinson


Começou por ser um motor de busca mas hoje é tão mais que isso. Falamos obviamente da Google uma das maiores empresas do Mundo que desde os primórdios da pesquisa online se expandiu por diversas áreas como os drones, carros que se conduzem sozinhos, robots, etc. A mais recente coqueluche tecnológica da empresa sedeada em Mountain View é uma colher hi-tech. Pode não parecer algo de muito interessante em comparação com drones, mas lê um pouco mais para descobrir o que faz desta colher algo tão especial.

A colher, Liftware, baseia-se num sistema desenvolvido pela empresa Lift Labs, entretanto adquirida pela Google. O sistema foi pensado para estabilizar o talher manipulado por pessoas que sofram de tremores intensos, como os indivíduos com Parkinson.

O Parkinson é uma doença neuro-degenerativa que afecta circuitos neuronais responsáveis, entre outros aspectos, pelo controlo fino da motricidade. Daí que um dos principais e mais aflitivos sintomas das pessoas que sofrem desta doença, seja os tremores intensos das extremidades que ocorrem durante o movimento.

O sistema Liftware está incorporado na base da colher, onde existem sensores que detectam as oscilações provocadas pelo tremor. Estes sensores conectam a pequenos motores internos que actuam no sentido inverso ao tremor, estabilizando o talher.

“A colher consegue distinguir o movimento do tremor das mãos de outros tipos de movimento, permitindo-lhe responder apenas ao tremor, preservando o movimento que o utilizador pretende fazer”, diz a empresa.

O inventor deste projecto, Anupam Pathak, que agora trabalha na divisão de ciência da Google, a Google X, revelou a motivação por detrás desta criação: “Após ver alguns dos meus amigos a sofrer desta condição, apercebi-me da frustração, perda de dignidade e isolamento social que o tremor pode acarretar.”

A Liftware já está à venda no site da Lift Labs por um preço de 295 dólares. O sistema pode ainda ser complementado com uma extremidade em forma de garfo ou faca.

Esta aquisição por parte da Google não deixa de ser interessante visto que a mãe de Sergey Brin, um dos co-fundadores, sofre da doença de Parkinson. Inclusivamente, o actual presidente da tecnologia da Google já doou mais de 40 milhões de euros para a pesquisa nesta área.

O Parkinson é uma das doenças neurológicas mais comuns afectando 1% de todos os indivíduos com mais de 60 anos, com cerca de 20-300 casos por 100.000 habitantes. O tremor e a falta de autonomia que provoca como numa tarefa tão simples como comer é um dos factores que mais prejudica a qualidade de vida; neste caso, a Liftware é a prova de como algo pequeno pode ter um impacto tão grande na vida destas pessoas.