O SoundCloud quer ser um serviço de streaming de música a sério, e já tem o apoio da Warner Music


O SoundCloud quer entrar a sério no jogo do streaming de música, esperando com isso voltar a fazer dinheiro. E já tem o apoio de uma grande editora: a Warner Music, que gere artistas tão distintos como David Guetta, Flaming Lips e Led Zeppelin.

O SoundCloud foi a primeira grande plataforma de música online que surgiu (só de som, estamos a excluir o YouTube). Mas a música no Soundcloud, para além de se misturar com podcasts de programas de rádio sempre foi gratuita (e sem publicidade), até porque a plataforma serve de espaço para os novos artistas/artistas independentes divulgarem o seu trabalho.

A empresa pretende lançar em 2015 um serviço de streaming de música, que à semelhança de um Spotify ou de um Rdio, funcione por assinatura mensal. Não se sabe exactamente como será este serviço, mas um acordo com a gigante Warner Music é por si só um sinal positivo. Por outras palavras, o SoundCloud vai pagar à Warner por cada música do seu portefólio que seja reproduzida na plataforma. O acordo também abrange músicas que sejam editadas, ou inseridas em remisturas ou em mashups dentro daquela plataforma.

O novo serviço de streaming não alterará o modelo gratuito actual (quer de publicação de músicas e sons, quer da sua audição). A empresa hoje vai buscar o dinheiro às ferramentas premium que oferece aos músicos e artistas independentes.