A caixa preta da Nokia é, afinal, um tablet bastante parecido com o iPad Mini


A Nokia tinha prometido um anúncio importante e cumpriu. O Nokia N1 é um tablet de 7.9 polegadas, que, pelo design externo, se assemelha muito ao iPad Mini. O N1 marca o regresso da marca finlandesa ao mercado móvel e será baseado, sem surpresa, num sistema operativo Android.

A história parece inverter-se. A Apple, tantas vezes criticada (com alguma pertinência) por “copiar” ideias ou tecnologias já existentes, deve estar por esta altura a pensar quem foi a irmã que deu à luz este primo com tantas parecenças com o seu próprio “filho”. Parece quase inevitável comparar o Nokia N1 ao iPad Mini. As portas para os headphones e para o carregador, as colunas, a câmara e os botões estão colocados nos mesmos locais. Para além disso, o N1 é uma peça única de alumínio tal como o seu primo da Apple, e o carregamento é feito por USB reversível, um USB que mais parece o Lightning.

nokian1_02

nokian1_03

nokian1_04

Mas que não se tire o mérito à Nokia, neste novo N1. O tablet tem um ecrã de 7.9 polegadas de alta resolução; são 2048 x 1536 pixels (tal como o iPad Mini). O processador é um quad-core Intel Atom Z3580 de 2.3 GHz. Tem 2 GB de RAM, 32 GB de armazenamento interno, uma bateria de 5300 mAh, e ainda uma câmara traseira de 8 megapixels, capaz de gravar vídeo em 1080p, e uma frontal de 5 megapixels.

nokian1_05

nokian1_06

O Nokia N1 é mais fino e mais leve que o iPad Mini. Pesa apenas 318 g (contra 331 g) e tem apenas 6.9 mm de espessura (contra 7.5 mm). As dimensões são praticamente as mesmas: 200.7 mm de altura e 138.6 mm de largura.

Corre Android 5.0 Lollipop e tira partido da interface Nokia Z Launcher. Será fabricado e comercializado por um parceiro com quem a empresa finlandesa celebrou um acordo de cedência da marca e licenciamento do design industrial.

nokian1_07

No primeiro trimestre de 2015, o Nokia N1 chegará às lojas da China por 249 dólares. Está prevista a venda também noutros mercados.