Facebook tem procurado na dark web por passwords roubadas


A equipa de segurança do Facebook tem passado os últimos meses a navegar na dark web à procura passwords roubadas. Quando encontra uma, os engenheiros verificam a sua autenticidade; se corresponder a uma conta do Facebook, avisa o respectivo utilizador e obriga-o a definir uma nova password.

É comum os hackers publicarem os endereços de e-mail e as passwords que roubam em sites específicos da dark web. “Recolhemos credenciais roubadas e verificamos se a combinação e-mail + password corresponde ao mesmo e-mail e à mesma password que estão a ser usados no Facebook”, explica Chris Long, um engenheiro de segurança do Facebook, numa nota publicada na rede social. Chris diz que se trata de um processo 100% automático e que ninguém da sua equipa tem as passwords dos utilizadores decodificadas. “Para verificar as correspondências, recorremos ao mesmo código que é usado para verificar a password do utilizador quando este faz login na rede social”

O objectivo do Facebook é chegar às passwords primeiro que os criminosos e, assim, salvaguardar a segurança dos seus utilizadores. Ainda assim, estes precisam de ter cuidado e seguir as recomendações de segurança da rede social, como definir uma password forte, mudá-la periodicamente a não reutilizar passwords antigas.

A Internet não “esquece” passwords antigas, pelo que fazer reciclagem delas é má ideia. É também má ideia usar a mesma password em várias contas diferentes. “Se usas a mesma password em vários sites, um hacker só precisa de descobrir a tua password uma vez para aceder a todas as tuas contas”, explica Chris Long.

Previous Spin-off de ‘Harry Potter’ a caminho do cinema na forma de triologia
Next Califórnia é o primeiro estado norte-americano a banir o saco de plástico