Larry Page quer uma Google 2.0 capaz de conceber aeroportos e cidades


A Google já tem vindo a mostrar projectos em várias áreas sociais e humanas, como balões que transportam internet, carros sem condutor, ou lentes de contacto que medem os níveis de glicose do sangue. Mas a empresa tem ambições maiores. De acordo com o Information, Larry Page tem estado a criar uma espécie de Google 2.0 dentro da actual empresa, um projecto que iniciou há um ano.

Ao que parece, Page reuniu cerca de 100 funcionários num piso dos escritórios da empresa em Mountain View e perguntou-lhes que grandes problemas da humanidade a Google conseguiria resolver. É esta mesmo a base deste Google 2.0.

Entre os planos de larga escala discutidos internamente, está a concepção de um aeroporto mais eficiente e ainda de um modelo de cidade.

Mas nos encontros no âmbito deste Google 2.0, outras ideias mais terra-a-terra estiveram em cima da mesa, diz o Information. Por exemplo, os aparelhos que transportamos no bolso serem capazes de nos localizar no mapa com uma precisão de milímetros, o que facilitaria comunicações entre pessoas e entre pessoas e marcas. Page quer também criar um sistema biométrico, semelhante ao Touch ID da Apple, que substitua as tradicionais palavras-passe escritas.

Para que as ideias floresçam, Larry Page propôs a criação de um segundo centro de investigação, o Google Y, que se focaria nestes projectos de longo prazo enquanto que o laboratório Google X (liderado por Sergey Bin) continuaria a desenvolver projectos mais imediatos como as lentes de contacto ou os carros autónomos.