Sam Sung já trabalhou na Apple. Não, não nos enganámos


Esta é a história de um ex-trabalhador de uma loja canadiana da Apple que continuou a fazer negócio com a marca, mesmo depois de se despedir.

Quem entrasse nesta loja da Apple em Vancouver, há oito meses, arriscava-se a ser recebido por Sam Sung. É verdade. Entre as muitas pessoas que sonhariam trabalhar para a marca da maçã, a Apple teve a (in)felicidade de contratar um funcionário com o nome igual ao da empresa rival.

Depois de ter decidido pôr fim ao casamento Apple + Sam Sung, por querer “seguir em frente”, o ex-funcionário pôs a leilão o seu cartão-de-visita no Ebay, com o objetivo de “angariar dinheiro para uma boa causa”. Sam emoldurou também a t-shirt do seu antigo uniforme. O leilão termina a 15 de agosto e a proposta mais elevada até ao momento são 3 773 euros.

Esta situação já foi notícia em 2013. Antes de chegar ao Ebay, a fotografia do cartão de Sam Sung já foi viral. Um homem que foi à tal loja em Vancouver publicou-a na sua página do Twitter acompanhada da mensagem: “Não vão acreditar nisto. Vejam o nome do funcionário que está a ajudar a tia da minha mulher!”

funcionariosamsungapple_02

O canal de assinatura da americana NBC, CNBC, foi à procura de Sam, no ano passado. Descobriu que Sung está a trabalhar numa empresa de recrutamento. E fez mais que isso. Eis uma lista, compilada por seguidores do twitter da estação televisiva, dos piores nomes possíveis para um trabalhador da Apple:

  • Sam Sung
  • Ann Droid (via Jack Baker)
  • Mike Rosoft (via @jaslusher)
  • Eric Son (via @donohuechris)
  • Wendy Sfone (Windows Phone, dito com sotaque)
  • Galaxie Esfore (via @AllDaveAllDay)
  • Elle Gee (via Bobby Isaacson)
  • Moe Terola

Esta é a história de um acaso que se transformou em oportunidade, para Sam Sung “Specialist” na Apple.

Previous Deveria a Wikipédia ser universalmente gratuita no telemóvel?
Next Protagonistas de ‘The Big Bang Theory’ passam a receber 1 milhão por episódio