Pela primeira vez em 50 anos, Cuba tem um jornal independente


Na política, nunca é fácil lidar com os extremos partidários. No caso de Cuba, a extrema-esquerda assegura a igualdade entre todos, nivelando por baixo, pois tudo é garantido pelo Estado, tudo pertence ao Estado, todos os cidadãos… são do Estado.

Em Maio deste ano, foi criado pela primeira vez, após mais de 50 anos, o primeiro jornal independente. É digital e é da autoria de Yoani Sánchez.

Yoani Sánchez é uma filóloga e jornalista cubana. Licenciou-se em Filologia em 2000 na Universidade de Havana e é conhecida mundialmente pelas suas duras críticas à situação actual em Cuba sob o governo de Fidel Castro e do seu sucessor Raúl Castro.

Autora de vários artigos premiados, Sánchez é ainda famosa pelo seu blogue, intitulado de Generación Y. Um blogue com muitas dificuldades de evolução devido à falta de liberdade de expressão que a jornalista enfrenta todos os dias. Sánchez foi, por exemplo, proibida de aceder ao seu site a partir de casa.

O dito jornal independente, 14ymedio.com, tem redes sociais como o facebook e o twitter, e diversas áreas de actuação no site oficial: actualidade, reportagens, entrevistas, opinião, agenda, dicas, debates e “fogos cruzados”.

É possível comentar e dar opiniões acerca de qualquer notícia ou crónica escritas, e o conteúdo não se baseia meramente no país mas sim em torno de todas as problemáticas mundiais.

14ymedio