20ª edição do Super Bock Super Bock será a mais ecológica, garante a organização


Este ano, o Super Bock Super Rock faz 20 anos e a Herdade do Cabeço da Flauta, em Sesimbra, já está a ser preparada para nos dias 17, 18 e 19 de Julho receber todos os festivaleiros, que este ano poderão ver nomes tão variados como Tame Impala, Eddie Vedder, Massive Attack ou Kasabian.

Para além do upgrade às infra-estruturas no recinto, como o supermercado no campismo (uma oferta do Continente), a Super Bock voltará a disponibilizar o serviço Super Cooler, um espaço com arcas frigoríficas para que os festivaleiros possam manter as suas bebidas frescas durante todo o festival. Fora do recinto, também existirá Super Bock Super Bock, uma vez que a aldeia do Meco será dinamizada com cantores de rua. Tudo para que a música seja vivida durante todo o dia, e não só à noite.

Outra das preocupações da Super Bock e da Música no Coração é a promoção de um festival cada vez mais sustentável e ecológico. Este ano, a cervejeira, a promotora e a Sociedade Ponto Verde, em estreita colaboração com a Câmara Municipal de Sesimbra e a Amarsul , estabeleceram uma parceria com dois novos objectivos ambientais: a Certificação 3R6 e a Certificação Evento Carbono Zero.

A Certificação 3R6 é um programa que visa adotar práticas ambientais mais sustentáveis, promovendo a recolha selectiva dos resíduos produzidos no evento e contribuindo para o aumento das quantidades enviadas para reciclagem, através da sensibilização de todos os festivaleiros, patrocinadores, parceiros e concessionários. Serão entregues a todos os festivaleiros sacos com cores diferenciadas para os diversos resíduos e existirão no recinto vários pontos de recolha para que esta divisão seja feita de forma adequada, não só no decorrer do Festival, mas também durante os trabalhos de montagens e desmontagens.

Ser um Evento Carbono Zero é poder voluntariamente compensar as emissões de CO2, apoiando financeiramente projetos que promovam a captura de quantidades equivalentes de Gases de Efeito de Estufa, com especial enfoque na plantação de floresta nacional.

A exemplo de anos anteriores, renova-se este ano a parceria com a Quercus. Situada no local paradisíaco junto à Lagoa de Albufeira e à Praia do Meco, a Herdade da Casa Branca coabita de perto com o Observatório das Aves na Lagoa de Albufeira, um dos mais majestosos observatórios de aves do país. Mais uma vez serão promovidas vistas diárias para todos aqueles que queiram apreciar a natureza ao som da melhor música e outras iniciativas, oportunamente comunicadas, estão a ser preparadas.

Em coordenação com a Câmara Municipal de Sesimbra, o Instituto de Conservação da Natureza e a Quercus será ainda mantido o caminho pedonal para a Lagoa de Albufeira, de modo a minimizar o fluxo de trânsito para as praias na estrada de acesso ao festival, promovendo simultaneamente um passeio de cerca de 20 minutos para desfrutar do maravilhoso cenário natural.

Para evitar as filas cinzentas de trânsito e para comodidade dos festivaleiros, a Transportes Sul do Tejo (TST) providenciará um serviço de autocarros, entre a Praça de Espanha (3 euros) ou Gare do Oriente (4 euros) e o recinto do evento.

Todas estas informações e muitas mais sobre o cartaz, o recinto e o festival no geral, estão disponíveis em www.superbock.pt.

Previous A (re)volta dos Libertines
Next A cama é mais que um simples sítio para passar a noite e recarregar baterias