É oficial: o Facebook domina o Mundo

Na manhã da última quinta-feira, o Facebook (apps móveis incluídas) esteve inacessível em todo o Mundo durante meia hora. E o pânico instalou-se no Twitter e na imprensa. A última vez que o Facebook teve um problema deste género foi em 2010, quando um problema no software que verifica erros na rede social deitou abaixo a base de dados durante duas horas e meia.

O Facebook não esclareceu o que aconteceu desta vez. Mas uma coisa é certa: o Facebook domina o Mundo. É oficial.

As hashtag #FacebookDown tornou-se rapidamente trending topic no Twitter. As pessoas estavam confusas e chateadas. Queriam o Facebook, precisavam de actualizar o status para os seus 1678 amigos chegados.


O Mundo parecia estar a desabar.

A nossa sociedade quer gratificação instantânea e usa a tecnologia para a obter. Porque a tecnologia permite o “aqui e agora”, isto é, o ter aquilo que queremos quando queremos e onde queremos.

O problema está quando essa tecnologia nos falha, mesmo com toda a nossa confiança de que nunca nos falhará. Se o Facebook está em baixo, não conseguimos ver a foto do amigo do colega de trabalho no News Feed nem publicar a foto da última brincadeira do nosso gato no instante que exigimos.

Ficamos frustados, e depois irritados. E espalhamos esse espírito no Twitter.

Se calhar, da próxima vez que o Facebook for abaixo, o melhor é ir comprar o jornal, telefonar a um amigo ou comer qualquer coisa no café do bairro.

Partilha nas redes sociais:
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
  • Jornalista, adepto de cidades humanas e curioso por ideias que melhorem o país. Co-fundei o Shifter em 2013, sou desde 2020 coordenador do projecto editorial Lisboa Para Pessoas.

Contribui para o Shifter para mais artigos como este:

2 €/mês

5 €/mês

10 €/mês

15 €/mês

Donativo

Artigos Relacionados

Junta-te à Comunidade
Jornalismo é aquilo que fazemos todos juntos. Entra na Comunidade Shifter e faz parte da conversa.
Sabe mais
Em teste

Bem-vind@ ao novo site do Shifter! Esta é uma versão beta em que ainda estamos a fazer alguns ajustes.Partilha a tua opinião enviando email para comunidade@shifter.pt