Google+ Stories é uma forma brutal de contares as tuas histórias aos amigos


O Google+ se tem revelado como uma das melhores opções gratuitas para guardar e editar fotos online. Depois do Auto Backup (que guarda automaticamente na nuvem, em privado, as fotos que tiras com o telemóvel) e do Auto Enhance (uma ferramenta que edita d forma automática as tuas fotos), o Google+ apresenta as Stories – ou, se quisermos, Auto Albums.

Diz o Google+ que as Stories são feitas automaticamente quando chegas de umas férias, por exemplo (não te esqueças que o Google sabe quando estás fora da tua cidade natal, graças ao GPS do teu smartphone). A ferramenta analisa todas as fotos e os vídeos que tu carregaste para a plataforma (através do Google+ ou do Drive), e junta as melhores numa “história” – uma cronologia com os melhores momentos da tua viagem inesquecível, daquela tua noite com os amigos, ou do teu casamento.
gplus_stories_01

O Google+ organiza todas as fotos, os GIFs feitos com as fotos e os vídeos da tua biblioteca por dias e por locais na Story. Através do teu histórico de localização e das geotags dos ficheiros, ele sabe em que restaurantes, bares, museus, hotéis e aeroportos estiveste, conseguindo categorizar devidamente as tuas fotos e vídeos.

gplus_stories_02

Todas as Stories são privadas por defeito, cabendo depois a ti escolheres se a partilhas e com quem a partilhas. E, claro, se não gostares de algo feito na tua Story, podes sempre editá-la.
gplus_stories_03

Com as Stories, o Google+ quer resolver alguns problemas. Por um lado, o facto de dar muito trabalho organizar as fotos tiradas, por exemplo, durante as férias. O Google+ não só agrupa as tuas fotos (por locais ou eventos), como elimina as piores fotos (as desfocadas) e esconde as duplicadas. No final, tens uma biblioteca organizada só com os teus melhores shots.

Por outro, a Google acredita que um álbum de fotos como hoje o conhecemos não é a melhor forma de contar a história de algo que aconteceu. É apenas um conjunto de imagens, que no máximo pode ter uma breve descrição. Uma Story é uma cronologia que contextualiza os momentos por dias e locais. Os álbuns são bons para reunir conteúdo, não para o explicar.

E claro, está: um outro problema é a partilha. É comum ires de férias, tirares inúmeras fotos e depois não fazeres nada com elas, a não ser guardá-las num disco qualquer. O Google+ quer que partilhes as tuas fotos com os amigos. Mas que essa partilha tenho uma história, ao contrário do que acontece por vezes no Instagram, no Facebook ou no Twitter.
gplus_stories_04

Nessas redes publicas fotos individualmente, em tempo real, à medida que as tuas férias vão acontecendo. E tens sempre aquele medo de partilhar demasiado. No entanto, se fores a rever as fotos, é difícil encontrar ali um fio condutor, algo que diga quando, como, onde e porquê. O máximo que podes fazer é um álbum (no Facebook, apenas) para reunir uma série fotos, mas o problema mantém-se.

Enquanto que o Facebook se tem mantido como uma rede social básica, sem grande abertura a inovações, e que simplesmente funciona, o Google+ tem procurado reinventar produtos, colocando cá fora produtos novos e diferentes, que transformam o conceito de rede social em algo mais divertido e não tão simétrico.

Um exemplo: