App Links é a tentativa do Facebook para acabar com os browsers


O Facebook anunciou várias coisas no F8 esta quarta, mas há duas delas que merecem um destaque especial: o Login Anónimo e o App Links. Esta última ferramenta pretende resolver um problema antigo das plataformas mobile: a falta de uma verdadeira ligação entre as várias apps e os websites.

Right now, linking on mobile is a lot more frustrating and complicated than it is on the web. There isn’t an easy, consistent way to control what happens when someone clicks on your content in mobile, which makes it difficult to provide the best experience for your users. It’s also hard to find out when—and how—to send people out of your app and directly into another. We built App Links to help with that. It’s an open, cross-platform solution for app-to-app linking that gives you the tools you need to expose deep links in your app or to link out to others. App Links is free. It’s open source. It’s easy to implement. And it’s going to make mobile linking a whole lot easier for developers.

Com o App Links, os programadores poderão conectar as suas apps umas às outras. Por exemplo, se estiver no Facebook Messenger e clicar num link para uma música no Spotify, esse link deverá ir para a app nativa do Spotify e não para um website no browser. Outro exemplo: se no browser encontrar um link para uma pasta na Dropbox, a mesma deverá abrir na app nativa e não numa versão web no browser.

O App Links é, na verdade, aquilo a que chamamos de mobile deep linking. Isto existe. Mas é algo difícil para os programadores, uma vez que funciona de forma diferente nas várias plataformas. Ligar uma app a uma parte específica de uma outra app faz-se no iOS de uma forma, no Android de outra, no Windows Phone de outra…

fbapplinks_os

O interesse em resolver o problema da falta de deep linking no mobile é partilhado por outras empresas, mas só o Facebook até ao momento apresentou uma solução universal e aberta, independente do sistema operativo. Para além disso, o Facebook é uma empresa grande, capaz de mobilizar os programadores para algo que também é benéfico para ele, dado que passará a conhecer as ligações que os utilizadores fazem entre as apps.

A grande questão agora é saber se o App Links será adoptado ou não. Para já, o Facebook já assinou com 25 grandes nomes, como o Spotify, o Pinterest, o Goodreads, o Hulu, a Dropbox ou o Flixter. É um começo sólido. Logo veremos como será o futuro.

Previous Facebook quer deixar-te fazer login anónimo em apps de terceiros
Next Personagens dos Simpsons transformadas em minifiguras LEGO